.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: Novembro 2009

30 de novembro de 2009

Eu quero!!

Maiô com rebites!!
Sem comentários. Perfeito.
Não descobri quem é o designer. Saiu na Rodeo Magazine.


Ombreiras

Assim como o sutiã cônico, as ombreiras  também são tendência.

Pra quem não entende nada de moda, tendência é algo que sugerido pelos designers e que pode, com o tempo, ficar na moda. Pode ser que fique, pode ser que não. Nunca se sabe a aceitação do público.

Pra ter idéia, essa coisa de moda underground, que é tendência forte e super abordada aqui no blog, começou a querer ser tendência em 2006. Naquela época eu vi designers apresentando trabalhos com o estilo. Olha só, demorou anos pra virar moda, designers sabem que o rock é um tema complicado de se impor ao grande público, demorou mais que o normal e virou tendência, mas também poderia não ter virado, ter sido rejeitado.

E o que dizer das ombreiras? Eu vi umas lindas nuns desfiles por aí. Nada bregas, nada lembrando os 80´s.

E o que diser desta da foto abaixo? Digo-lhes: se eu tivesse essas ombreiras eu usava ela todos os dias de tão linda que ela é!

Dica de Loja: Profecias

Eu me graduei em moda com um trabalho sobre Moda de Subculturas. E lembro até hoje que quando fui a campo fazer as pesquisas sobre a moda gótica eu fui direto na Profecias na Galeria do Rock. Eu sabia que lá eu acharia as caraterísticas de vestuário gótico que eu precisava.

As peças de lá são muito características: é estilo gótico romântico, medieval, com muitas rendas e mangas morcegos, saias longas. Lembro que tinham tops estilo corselet que eram lindas, cheias de rendas. E a atendente, muito simpática perguntou: "quer abrir nosso caixão?" Eu abri e tinha uma noiva de Frankenstein lá dentro! Muito legal, o povo vai lá e adora tirar fotos dentro do caixão. Quer coisa mais gótica que isso?

A Profecias faz roupa gótica, medieval e além dos acessórios vende também livros de bruxaria e ocultismo, além de peças de decoração.
Eles tem duas lojas na Galeria do Rock, uma delas é toda preta e lá dentro é escurinho, às vezes até só iluminada à luz de velas, parece realmente que você entrou em outro mundo se abstrai do mundo exterior. É todo um trabalho de colocar o cliente no ambiente da atmosfera gótica perfeito para o consumo das peças. Bem interessante.

Seguem algumas fotos pra ilustrar o trabalho da marca:

 
 
 
 
 

 

Galeria do Rock
Rua 24 de Maio, 62 - São Paulo/SP
Fone: (11) 3333-2364 - 3337-6967
Loja I: Profundezas do Subsolo, 63
Loja II: Piso 1, 214

Shopping Sogo
Loja III: Av. Liberdade, 363, lj 209
Tel: 3277.9606
  
Email: comercial.profecias@gmail.com

Schutz - Verão 2010

Tem gente que odeia que o estilo underground esteja na moda, tem gente como eu, que de certa forma, gosta.
Gosto porque encontramos nas lojas mais diversas, roupas no estilo de todos os preços, é só saber procurar. E não tô nem aí se pessoas "normais" estão usando a moda underground, porque essas pessoas depois voltam aos seus estilos "normais". Mas meu guarda roupa ganha muitas peças novas e estilosas pra ficar pra vida e passar por cima das futuras tendências. Essa "competição" por clientes, e aversão à gente comum usando roupas de subculturas, faz com que o underground se renove pra cada vez mais se diferenciar da moda mainstream. O underground também sai ganhando nesse jogo.

Meu conselho é: se ser underground é tendência, aproveitem e comprem tudo que puderem pagar.
Não desmereço nunca marcas underground, as apóio e torço para que evoluam cada dia mais, mas se você gostou de uma peça de marca  ou de grife e puder paga por ela, pague, porque certamente essa peça vai durar a vida inteira. É um investimento. Estando o Rock na moda ou não.

É pra isso que servem grifes, pra fazerem peças duradouras de qualidade, pra pessoas adultas, com estudo e tecnologia, investimento em profissionais,  por isso o preço costuma ser alto.
É aqui que algumas marcas underground nacionais ainda não conseguiram chegar: na junção de qualidade + preço + peça duradoura, sendo a peça clássica ou fashion.

E tudo isso pra mostrar a coleção de verão 2010 da Schutz, que tem muito rock como inspiração. Certamente as rockers que gostam de um visual mais chique, glamuroso ou sexy, vão gostar.

 
 
 
 
 
 
 

27 de novembro de 2009

Skingraft Designs

Estou encantada com o trabalho da marca Skingraft Designs de Los Angeles. O modo como eles misturam couro e tecidos finos, todo o trabalho da modelagem diferenciada. As roupas com um ar de motoqueira chique e um toque de SteamPunk.
Segundo os três designers responsáveis, a intenção da marca é misturar de forma equilibrada a moda alternativa e high-end couture, ou seja,  peças únicas e sofisticadas. Fundada em 2005, eles abriram em maio desse ano a loja em Los Angeles, exêntricamente decorada com taxidermia africana e coleções de objetos pessoais de um ds designers. 

Jonny Cota, Cassidy Haley e Katie Kay,começam fazendo roupas em couro, pele, metal e corseteria na moda underground de L.A. Suas inspirações são vitorianas, punks e as exentricidades que eles enxergam ao redor, tudo é claro, com inspiração Avant-Garde
  
Observem que, é uma marca que faz peças influênciadas pelo underground, mas para mulheres jovens e adultas, não para adolescente como a maioria das lojas de moda underground brasileiras. Esse, creio ser, o maior problema pra quem faz parte de uma subcultura aqui no Brasil: não encontrar roupas que se adeqüem à maturidade, corre-se o risco de sair vestido como adolescente ou mesmo desistir de usar visual.
Hoje, a  Skin Graft faz coleções anuais, veste celebridades e faz vestidos de noiva  super diferentes sob encomenda. A próxima coleção de verão 2010, terá como tema "Amelia Erheart and skeletons".  Se curiosidade matasse...
É a moda underground chegando num outro patamar. Um patamar de alta qualidade, sofisticação e originalidade.

Designers da marca:

Coleções Sking Graft Designs 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Pin It button on image hover