.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: Pin-ups e as Subculturas

28 de dezembro de 2011

Pin-ups e as Subculturas

O "estilo pin-up" é associado à estética Vintage/Retrô que vai dos anos 1920 a 1950. A partir da década de 1960 as pin-ups, modelos em poses sensuais, passam por uma decadência, mas nunca deixaram de ser referência visual tanto no mainstream quanto nas subculturas. 

Ser uma pin-up moderna é tanto uma questão de atitude e comportamento quanto de roupas/moda. Os anos 1950 foram uma época conservadora, onde o status máximo de uma mulher era ser dona de casa cândida, perfeita, vestida em roupas que exalavam fragilidade. As pin-ups da época, representavam as mulheres ousadas, que lidavam abertamente com sua sensualidade, eram atrevidas, às vezes até feministas e fugiam dos padrões de comportamento que uma moça deveria ter.

Outro tipo de pin-up moderna são as modelos alternativas que fazem trabalho fotográfico sensual, como por exemplo Dita von Teese, que amenizou seu estilo ao se tornar mainstream e é uma das responsáveis pela proliferação da errônea ideia de que pin-up se resume somente à um estilo de roupas e à uma mulher glamourosa. As pessoas se esquecem que antes de tudo, Dita é uma artista que trabalha com o retrô.

Mas e a  tal "franja pin-up"? (uma franja curtinha e de pontas arredondadas)
Bom, neste caso, a franja pode sim ser chamada de "franja pin-up" porque a pessoa que a popularizou foi realmente uma pin-up: Bettie Page. Mas a franja curtinha já era usada pelas modelos e adolescentes da década de 1950.


Nas subculturas rockabilly, psychobilly, horrorpunk e gothabilly, as garotas usam a estética retrô das pin-ups em seu visual e comportamento. Estas subculturas desconstroem a ideia de que ser pin-up se restringe a ter glamour e elegância e focam em atitude e empoderamento.


A tendência retrô invadiu e trouxe variedade de estilo para a moda gótica e resgata mais especificamente as das décadas de 1940 e 1950. O estilo pode ser Gothabilly ou "retrô goth" (termo que foi cunhado no Brasil pela Erika, do blog Black Baroque).

 

As modelos alternativas profissionais que fazem fotos sensuais ao estilo pin-up, foram as principais disseminadoras da tendência, elas fotografam para lojas, catálogos e revistas e seus trabalhos acabam se espalhando no cenário alternativo. Recentemente postei sobre o livro The Modern Pin-up, que é uma coleção de fotos de modelos alternativas em poses sensuais, perfeitas pra virarem pôsteres ou calendários.

  • Mas e a subcultura punk e heavy metal, tem pin-ups?
Curiosamente, estas são as subculturas que mais tem mulheres fortes, ousadas, sensualmente liberadas e algumas feministas, perfeitas pra encarnarem a estética! Do rockabilly ao punkhardcore meninas em estilo retrô pin-up são muito bem aceitas.

 

A vocalista da banda de rock alternativo Paramore, Hayley Williams, uma garota de bastante atitude, usou o visual retrô num evento de 2011.


  • E no heavy metal?
Cada vez é mais comum encontrar moças ao estilo retrô nesse cenário. Talvez por ser uma subcultura bastante machista as headbangers sempre optam por um visual mais masculino e agressivo, mas com a conscientização sobre feminismo e empoderamento feminino este cenário tem mudado.
Como indica Helena, do blog Aliena Gratia: neste momento as maiores referências à pin-ups na subcultura Heavy Metal, estão no Metalcore, uma fusão de metal com punk hardcore. E duas vocalistas que flertam com o estilo são Maria Brink (In This Moment) que faz a linha mais sensual, usa peças bastante femininas e coloridas, considerando que ela toca numa banda de metal, isso é um contraste e tanto!


Candace Kucsulain (Walls of Jericho), usa o estilo retrô com menos frequência, mas sua atitude super feminista dá à ela ares de verdadeira pin-up do Metal.

 


E você, tem mais indicações de pin-ups fora da subcultura retrô?




Acompanhe nossas mídias sociais: 


Pedimos que leiam e fiquem cientes dos direitos autorais abaixo:
Artigo das autoras do Moda de Subculturas. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo aqui presente sem autorização prévia. É proibido também a cópia da ideia, contexto e formato de artigo. Plágios serão notificados a serem retirados do ar (lei nº 9.610). É permitido usar trechos do texto como referência em seus sites ou trabalhos, para isso precisa obrigatoriamente linkar o artigo do blog como fonte. Compartilhar e linkar é permitido, sendo formas justas de reconhecer nosso trabalho. As fotos pertencem à seus respectivos donos, porém, a seleção e as montagens de imagens foram feitas por nós baseadas no contexto dos textos.
  • 22Blogger Comment
  • Google+ Comment
  • Facebook Comment
  • Disqus Comment

22 Comments

  1. Adoro totalmente essas pin ups tatuadas... lindas, soberanas!
    Bjs!
    Esmaltes, Make-Up & Cia.
    A Face Obscura

    ResponderExcluir
  2. Sou super-fã das Pin Ups.
    Hoje em dia está se tornando comum as pessoas falarem delas por causa da moda retrô, por tanto minhas preferências são as garotas do psychobilly e horrorpunk.
    Tatuadas e com piercing/alargador, essas são as marcas da Pin Up moderna.
    Não fica muito legal para meninas headbanger, não é só atitude, tem que ter feminilidade.

    Seu blog é incrível!
    abraço e boas festas ♥

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bom? Faz tempo que não passo por aqui hehe... Espero passar mais vezes :D

    Bem, desejo a ti um feliz Ano Novo!
    Que seus sonhos possam ser realizados em 2012!

    ResponderExcluir
  4. @Sixx Stardust: É verdade, está bem comum se falar das pin-ups, por isso há tanta confusão por aí com o termo.
    Também adoro as garotas do psychobilly e horrorpunk, pois estas sempre usaram o estilo, não usam por modismo.
    Acho que atualmente ser pin-up é ter atitude pois é isso que estas garotas tinham nos anos 40/50.
    A Maria Brink se destaca no meio metal exatamente por ter essa feminilidade.
    Obrigada pelo elogio ao blog!
    E ótimo ano novo pra você! =)

    ResponderExcluir
  5. @Antonia: Elas são lindas mesmo!! *_*

    @Lord Daniel Salem: Passe sempre que puder!! =D
    Obrigada e Ótimo 2012 pra você também! ^^

    ResponderExcluir
  6. Adorei o post, vou ser assim um dia *-*
    vou começar tentando acertar na franja ^-^'


    Feliz ano novo, continue assim em 2012! =*

    ResponderExcluir
  7. Oii, flor! AMEI o post!!! Muito informativo, detalhado e criativo!! Admiro muito a estética pin up, embora meu visual seja mais dark e menos colorido! rs!

    Já estou te seguindo! Me siga também: www.artes-e-entretenimento.blogspot.com

    Ah! Comenta lá no meu blog, o "Entretenha a Mente". Postei uma crítica sobre a nova temporada de "Dois Homens e Meio" ("Two and a Half Men").

    Conto com você, flor!!! ^^
    Mil beijos.
    Mari.

    ResponderExcluir
  8. Oi =)sorry ainda não ter mandado as fotos, mas não tenho tido ninguém que mas tire, além dos problemas que tive com o PC --" anyway, vim sugerir outra coisa: conheces as Living Dead Dolls? São bonecas zombies, que de fofinho poucas tem XD deixo-te aqui o site oficial delas

    www.livingdeaddolls.com

    e o meu blog tem posts sobre todas as séries, menos a última (a 22ª). Podes ir lá ver

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá tudo bom?!
    Vim desejar um ano novo de muitas realizações pra vc e toda sua família!
    bjs, paz e Feliz 2012!

    ResponderExcluir
  10. Oi Sana!!
    Andei meio sumida, mas to voltando!
    Adorei o post!
    To cada vez mais admirando a estética pin-up, e é bom saber um pouco mais sobre o que tem por trás disso.
    Acho que a Mria Brink combina bastante com o estilo, apesar de estar no heavy metal/metal core.
    To até adotando o visual aos poucos, porque acho que combina até com quem é mais gordinha como eu!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. @Morcega: Mande as fotos quando puder ^^
    Sim, conheço as Living Dead Dolls e realmente,elas merecem um post!

    @Maria Rosa: Darei uma passadinha lá sim ^^

    @Leka: Muito obrigada e desejo o mesmo pra você!!

    @Deze: Verdade! Esse estilo fica muito bem em quem é mais gordinha! E trás feminilidade ao meio Metal =)

    ResponderExcluir
  12. Amo seus posts sobre pin ups, sempre muito completos!!! eu usei a franjinha pin up por muitos meses (agora estou deixando crescer o cabelo), realmente recomendo para quem quer usar franja. Os outros cortes todos me incomodavam, entravam no olho e essa é super confortável não atrapalha, é bem diferente mas ao mesmo tempo parece ser "socialmente aceita" rs
    Sobre a pin up nas subculturas realmente é mais comum ver em grupos rockabilly mesmo, pelo menos aqui em SP. Eu amo a estética pin up mas tento mesclar um pouco ao meu estilo pessoal e também com um pouco de gótico e heavy que adoro também, mas ao contrário da maioria heavy eu mantenho meu visual bem feminino, sou bem bonequinha rs não teria porque me vestir de outro modo, não seria eu (a não ser pra algo temático ou fantasioso hehe)
    bjinhos!!!

    ResponderExcluir
  13. @Dhy: É verdade! A franja pin-up está socialmente aceita. Ainda uso a minha, embora ocasionalmente ela cresca demais. Se a pessoa tiver testa grande é super recomendada, mas se a testa for pequena aí complica.

    Eu tb sempre fui uma rockeira feminina e isso sempre foi meio visto com desconfiança pelos mais Troos, mas não tô nem aí! E vc também tem muito estilo, nós definitivamente quebramos o estereótipo. ^^
    Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Adorei o post, mas tem uma moça que eu amooo as roupas, não sei se vem ao caso aqui, mas é a Alissa White-Gluz... da banda The Agonist, que é uma banda de death metal... Antigamente ela tinha cabelo roxo, branco e preto *-* muito lindo.

    Nunca vi falarem do estilo dela, não sei se tem aqui, se tem infelizmente eu não vi ><"

    http://www.ladiesofrock.com/Alissa_White_Gluz_Agonist_Picture_25.jpg

    http://heavynation.blog.uol.com.br/images/TheAgonist.jpg

    http://userserve-ak.last.fm/serve/500/22107389/The+Agonist+Alissa.jpg

    Essas são as roupas que eu mais gosto dela... a ultima é do clipe Thank you pain.

    Sei la, amo o blog *-* e achei que seria legal ver ela por aqui, na parte do heavy metal xD

    ResponderExcluir
  15. @Andressa † : Também adoro a Alyssa! Ela realmente trouxe um pouco de cor nos cabelos e feminilidade ao death metal/metalcore! Ela tem um estilo que mistura rock, alternativo e gótico. ^^

    ResponderExcluir
  16. Sana, obrigada pela referência ao meu blog. Adorei a postagem e você sabe porque: sou fã declarada de pin-ups nas subculturas. Acho lindo tanto no metalcore, quanto as pin-ups góticas...acho mais agressivas, por isso mais bonitas. Mesmo quando estou com uma roupa mais básica faço questão do batom vermelho e do cabelo mais contrastante. Já usei franja a la Bettie Page mas ficou feio em mim, não combinou. Talvez porque meu rosto seja muito largo. E aí não adianta forçar... mas vou ficar super loira agora em janeiro, tipo a Maria Brink. Vou fazer a Marilyn Monroe gótica/punk e me jogar! Tomara que dê certo! Beijos! :)

    ResponderExcluir
  17. @Helena: de nada! Seu blog é recomendadíssimo!
    É isso aí, vai fundo no novo visual!É ótimo mudar e assumir novas atitudes =D

    ResponderExcluir
  18. Yaaaaaaaaaaaa!!!-as pin-ups são kawaii!!, principalmente a *Rockabilly* e a *Gothabilly*-são lindas. Gostaria q tivesse o *Vampirabilly*.
    O post é muito bom-parabéns-^^.

    ResponderExcluir
  19. Adorei adoro pin-up também acho lindo *-----* e tatuadas acho mais massa ainda :)

    ResponderExcluir
  20. sou apaixonada por esse estilo, porém infelizmente não teno coragem de cortar o meu cabelo igual, pois quando a raiz crescer vai dar trabalho..
    más enfim, bom post... e o blog está perfeito

    ResponderExcluir
  21. Não consigo ler o link do blog "Moda Trash" sobre "A história da franja pin up".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O blog não existe mais, mas volte aqui daqui alguns dias que teremos algo sobre ;)

      Excluir

Obrigada por comentar! As respostas serão dadas aqui mesmo, então não esquece de clicar no botão "notifique-me" pra ser informada.

comments powered by Disqus
Pin It button on image hover