.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: Breve história do Cabelo Rosa

18 de maio de 2014

Breve história do Cabelo Rosa

Ano passado fiz uma pesquisa sobre a origem dos cabelos coloridos e em tons pastel, pois eles estavam muito na moda. Publiquei a pesquisa sob os títulos de "Cabelos em tom pastel no século XVIII" e "Cabelos e perucas coloridas na primeira metade do século XX". Ambas as pesquisas eram, até o presente momento de suas publicações, temas inéditos no Brasil. Em menos de um ano pra cá, estes dois posts já serviram de referência pra textos em outros blogs e até plagiados. É curioso quando publicamos artigos neste pequeno blog alternativo e um dia damos de cara com um artigo semelhante em sites maiores, nos mostra que tem gente de olho na cena alternativa e em temas que blogs desta área apresentam. É a comprovação que a moda alternativa é importante e influencia a moda dominante, embora muita gente a trate com preconceito! O mesmo fizemos com o texto a seguir, tentamos trazer o máximo de informações novas em português.
Como vimos nos artigos linkados acima, é muito difícil delimitar uma data pelo interesse da moda e das pessoas pelos cabelos coloridos e especificamente pelo cabelo rosa. No século XVIII, na década de 1910, nos anos 1930, nos anos 1950 há registros de cabelos em tons fantasia.


Por que a cor rosa? 
O rosa forte é uma cor associada ao amor romântico (tanto sexual quanto emocional), ou seja, dá pra brincar muito em torno destes temas em filmes, looks e editoriais de moda. É também uma cor associada à feminilidade, já que vestem meninas desde cedo com os tons. Quando usada no tom pastel é ligado à pureza e inocência e o conteúdo sexual diminui à medida que o tom de rosa clareia. Por isso, quando vemos por exemplo, meninas que seguem o estilo pastel goth com seus cabelos em tons desbotados, notamos nelas uma ausência de sex-appeal e uma grande aura de inocência. É uma cor muito ligada ao afeto e pouco ligada à paixão. O rosa é pouco associada aos homens, e quando estes usam, se destacam, pois rompem com os padrões.

Podemos dizer que Shirley MacLaine no filme "A Senhora e seus maridos" de 1964 tenha sido um grande momento midiático para o cabelo rosa. O filme ganhou prêmio por melhor figurino. Ainda nesta década, a sex-symbol Brigitte Bardot aparece com uma peruca rosa chanel.



Na década de 1970, o rosa invade a cabeça de membros da cena punk, Vivienne Westwood tinha uma modelo com a cor no cabelo. A estilista Zandra Rhodes, que começou a carreira nos anos 60, usa a cor até hoje. Surpresa mesmo é ver a atriz Sharon Tate num cabelo em tons degradê.



Na década de 1980, começa a popularidade entre os artistas da cena rock e pop. Baby do Brasil, Nina Hagen, Toyah Willcox, Cindy Lauper (que usou a cor de novo recentemente)...



...Madonna em 1984 ostentanva uma peruca rosa enquanto cantava "Like a Virgin" num programa de TV britânico, mas a mesma usou mechas durante um período da década.





Na década de 1990, passado os exageros da década anterior, a cor diminui um pouco de popularidade e permanece mais comum entre os artistas e em subculturas como Cyber e Clubber.


Ícones do grunge, Kurt Cobain e Courtney Love usaram e mais recentemente a filha, Frances Bean.

Drew Barrymore: cabelo rosa, tiara de flores... engana-se quem pensa que hipsters atuais 
foram originais ao usar esta combinação.



A moda, num geral, demonstra pouco ou quase nenhum interesse pela cor de cabelo, até que no fim da década, em 1998, a supermodel Kate Moss, desfila com a cor para Versace, na época encarado como excentricidade.



Assim, em 2000 Gwen Stefani que já era influente na moda (vivia nas capas e páginas de revistas de moda), 
começa uma breve tendência...


... depois de aparecer de cabelo rosa bem forte no vídeo "Ex-Girlfriend", o que provocou uma aumento nas vendas de bindis, mechas falsas e tintura no tom fluorescente.



Aos poucos, a cor volta a  aparecer. Em 2001 Selma Blair usa mechas em Storytelling. Em 2003, Scarlett Johanson uma uma peruca em "Lost in Translation" e em 2004 é a vez de Natalie Portman usar um modelo semelhante em "Closer".



Flea, Jared Leto e Heitor Werneck são dos poucos homens que adotaram a cor do começo de 2000 até hoje.

Christina Aguilera (ela voltou a usar a cor recentemente, mas em tom pastel) e Avril com mechas. Pink já carrega a cor no nome, vira e mexe muda o tom. Lily Allen, Katy Perry e Demi Lovato levam a cor à um público mais jovem e pop.



Quando falamos de cabelos rosa na cena alternativa desta última década, temos Audrey Kitching Jeffree Star, que saíram do meio Scene Kids.

Além de Audrey, outras que parecem ter nascido pro rosa é a Kat do Rock n' Roll Bride e a designer Tarina Tarantino. Alguém ainda se lembra da polêmica Barbie tatuada que tinha um chanelzinho rosa bebê?



Kelly Osbourne, MariMoon e Vixyn...

... Kerli, Adora e Xanthia Pink!

Grimes, que teve em um de seus clips a participação de Brooke Candy, também de cabelo rosa...

Lady Gaga, gêmeas Olsen, Nicki Minaj, Scarlet Johanson e as modelos Daphne Groeneveld e Charlotte Free.


E tem cabelo rosa no filme Jogos Vorazes na estilosa personagem EffieTrinket e até na novela da Globo, onde a atriz Bruna Linzemeyer usa um tom pastel na novela "Meu Pedacinho de Chão", combinou bastante com a delicadeza de seus traços.


A atriz Helen Mirren, de 67 anos, em fevereiro deste ano optou por usar a cor depois que viu num programa de TV que o pigmento saía com lavagens. Ela ficou linda, me lembra as senhoras da geração Baby Boomer.


Ter cabelo rosa é tão "cool" atualmente que se você circular pela web encontrará diversos blogs e vídeos "ensinando" como adquirir a cor pra um público que não é alternativo ou pra quem quer algo bem temporário mesmo. Não faltam marcas lançando tonalizantes que duram pouquíssimas lavagens, pras que tem medo de optar por uma cor mais duradoura.
Reflexo de algo "diferente" que chegou às massas.
Se antes a cor de cabelo dizia quem eram os ousados e os rebeldes, hoje com a cor nas cabeças de artistas ou celebridades do momento, pra não sermos "apenas mais um" de cabelo rosa no meio da multidão temos que investir em nossos estilos pessoais pra ter diferenciação.

Ainda hoje nos chegou a informação de que Rihanna, Kesha e Rumer Willis são as mais novas adeptas do rosa! Chegamos a conclusão que o rosa é a cor mais quente deste ano! 


Mas hey! E nós?? Mas vejam só que curioso, a Sana e a Lauren, autoras do blog, também tem o rosa na cabeça desde fevereiro. A Sana tem usado Candy Color e a Lauren uma peruquinha básica num corte chanel. ;-D

E você, tem ou teria cabelo rosa?


  • 4Blogger Comment
  • Google+ Comment
  • Facebook Comment
  • Disqus Comment

4 Comments

  1. É preciso muita atitude para essa escolha. Acho lindo demais cabelos de cores diferentes.
    Vi uma menina com o cabelo turquesa e fiquei in ♥

    ResponderExcluir
  2. Tenho o cabelo rosa desde novembro do ano passado. Era um sonho de criança que consegui tornar realidade agora.
    Apesar da "moda" estar mais evidente atualmente, as minhas primeiras referências foram nos desenhos animados e animes e na cena punk. Para o mainstream, modismo, mas para quem pertence a cena alternativa, realmente, não é novidade.

    Adorei o post.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Acho tão lindo rosa! Tive metade do cabelo rosa por quase um ano, e dura muuuuuuuito tempo a tinta, é impressionante! Acho que nunca cheguei a ponto de desbotar tanto que ficasse sem cor de novo. É uma cor tão linda e tão ótima pela durabilidade, pena que enjoei hahaha
    http://gliterpunk.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou com cabelo rosa da Candy Color e dura muito mesmo, é impressionante!! =D
      Mas enjoar é até bom, aí a gente varia nas cores hehehe!!

      Excluir

Obrigada por comentar! As respostas serão dadas aqui mesmo, então não esquece de clicar no botão "notifique-me" pra ser informada.

comments powered by Disqus
Pin It button on image hover