.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: 5 anos de blog!

9 de outubro de 2014

5 anos de blog!


Hoje o Mds completa 5 anos!!
Pois é, o blog faz aniversário no mês do Halloween!



Um pouco da história...
O blog nasceu de uma comunidade no Orkut criada em 2006, chamada Subculturas e Estilo. Em 2009, senti que queria falar sobre o assunto pra quem estava fora da rede social e pensei que um blog era a maneira mais fácil e rápida de fazer isso. Eu tinha tanto material comigo que seria egoísmo manter tudo guardado.
Aí veio a questão do nome... eu cheguei em "Moda de Subculturas". Nunca tinha visto ou lido esta frase na web na época. Colocar a palavra "Moda" associada com subculturas foi algo ousado, porque alternativos tem pavor à palavra "moda". Pensei que haveria quem hostilizasse esse espaço, mas eu estava segura sobre o que ia abordar aqui, e teria que defender meu ponto de vista. E bom, digite "moda de subculturas" no google hoje e verá muitos lugares usando essa associação de palavras que há cinco anos nem se via... então, acho que fiz a escolha certa!

Assim, o Moda de Subculturas acabou sendo um blog pioneiro que influenciou (e influencia) outros blogs nacionais ainda hoje. 
Por que pioneiro? Porque falava de moda alternativa subcultural de forma séria e aprofundada, da relação das subculturas com a moda histórica e principalmente porque mostrava desfiles e editoriais de moda mainstream com influência dark e alternativa (esse era o principal diferencial do blog). Na época, na cena, havia hostilidade quanto à mistura desses dois mundos. Pra esse tipo de postagem, criei o nome de "Dark Glamour", que abrangia também, inspirações de moda - alternativa ou não - com uma abordagem mais adulta e sofisticada.
Sentia a necessidade de falar sobre a estética das subculturas de forma informativa mostrando que isso era assunto sério! Só que tudo foi muito orgânico, não foi friamente pensado, rolou espontâneamente de acordo com as ideias e temas que eu queria abordar. Mal sabia eu que esse era justamente um nicho que faltava por aqui. 

fundo do baú: banner do começo do blog


O meu envolvimento com Moda Alternativa
Eu soube muito cedo que eu era uma outsider. Nunca me encaixei. Encaixar num pensamento, num rótulo, numa subcultura... eu queria fazer parte de todas! Tão ricas, intrigantes, com um lado fascinante e eu queria mostrar e falar delas aqui, livremente e sem preconceitos.
Comecei a estudá-las de forma despretensiosa em 2004, quando li livros estrangeiros que me mostraram que lá fora, a moda e o estilo das mesmas eram levados muito à sério! Eu estava na faculdade e, naquela época, meninas alternativas estudando Moda era muito, mas muuuito raro. "Moda" era uma palavra mal vista na cena alternativa... dizer que aquele era o curso que você fazia, te colocava num patamar duvidoso entre seus amigos do meio, que associavam a palavra com futilidade e com "trair o movimento".
Mas eu não via a Moda da mesma forma que a maioria dos alternativos via por causa da minha vivência: criança, eu brincava de fazer roupas com retalhos; com 13 anos (meados da década de 90) comecei a colecionar recortes de revistas com roupas pretas e roupas conceituais, foi assim que conheci nomes de estilistas. Nesta mesma época, entrei definitivamente na cena rock/metal. Eu queria usar aquele tipo de roupa, daí aprendi a costurar e a fazer as minhas próprias, já que não encontrava peças como eu queria nas lojas da minha cidade. Então, minha visão de Moda sempre foi de auto expressão, liberdade e não de futilidade, que é o pensamento geral do mainstream e suas roupas descartáveis.

Fui adolescente na época do Heroin Chic, onde desfilavam muitas roupas pretas. 
A primeira peça que costurei pra mim foi uma saia xadrez, de inspiração punk, em voga na época, mas que eu não encontrava pra comprar.


Influências e referências.
Com o tempo, outros blogs alternativos também passaram a apresentar desfiles mainstream e editoriais de moda. Os textos daqui, podem não ser todos de temas inéditos, mas é bem comum após nossas publicações, outros blogs lançarem posts semelhantes no tema e conteúdo. Até uma grande loja mainstream carioca andou dando uma "sugada" de um material daqui, assim como um blog americano. Tem muita gente usando nossos posts em trabalhos acadêmicos. E isso é coisa séria! 
Entendo tudo isso como um alcance da influência e pioneirismo do blog em abordar assuntos sempre tentando enxergar adiante e trazer novidades ou velhos assuntos com nova roupagem - aliás, nosso enorme desafio: tentar falar de um tema batido soando o menos repetitivo possível
Preciso acreditar que as pessoas saibam dar o devido reconhecimento à quem exerce trabalho intelectual, cria e dá o passo à frente na diferenciação e não apenas reproduz o que já existe. Quem ousa sair do padrão.
A maioria dos nossos posts leva uma semana ou até meses para serem finalizados. A pesquisa é intensa, dedicada. Por trás de uma leitura de minutos, necessitaram dias de estudo e uma escrita com as melhores informações possíveis. Não temos frequência de atualização porque inspiração não vem com hora marcada. Não é preciso encher esse espaço de assuntos vazios. Isso já existe de monte. Pra quê poluir mais a web? 


Crescimento:
O MdS pode parecer pequeno perto dos tubarões do mainstream, de blogs de look do dia e de maquiagem, mas é imenso dentro de seu propósito. O crescimento do MdS foi orgânico, natural. E acho que merecemos respeito por isso. Quem hoje, nessa guerra maluca por seguidores, cresce naturalmente - sem comprar likes, sem aparecer na mídia, sem spammear por aí - e com uma boa base de fãs? 


A colaboradora
E o blog cresceu tanto que  não consegui mais dar conta sozinha. Há pouco mais de 1 ano a Lauren é colaboradora do blog. Ela tinha um dos únicos blogs brasileiros que em 2009, eu achava realmente interessantes. Depois de muitas conversas, não apenas a empatia, mas o feeling, o mesmo amor por moda alternativa e principalmente o mesmo amor por pesquisa, comunicação, questionamentos e pioneirismo, havia na Lauren. Até que ela entrou de vez no blog pra enriquecer ainda mais o conteúdo! 



Eu pretendo ter mais colaboradores ao longo do caminho, existem pessoas que admiro muito na cena brasileira e adoraria ter aqui comigo, assim como quero descobrir novas pessoas. Unir quem tem o mesmo pensamento é fundamental na cena alternativa.



O desenvolvimento do Mercado Alternativo
Em 2013 após longo tempo em reflexão, dilema e o "medo de me vender ao sistema", eu decidi colocar banners de lojas no blog. Escolhi ter como parceiras lojas alternativas e/ou de background alternativo, porque acho justo com o conceito do blog. Foi uma escolha difícil pra caramba num mundo que incentiva o consumismo, looks prontos e vicia o olho do leitor ao desejo de consumo de um produto mainstream que às vezes nem é do estilo dele.

Trabalhar com lojas alternativas como anunciantes é realmente apostar num nicho! Quem dá hoje ouvidos ao nicho neste país? Quem? Nós, com certeza! Dar um pouco mais de visibilidade às marcas pequenas e ter orgulho das lojas grandes que dão um grande voto de confiança ao nosso trabalho é uma sensação ótima!  Nós somos mídia, nós nos comunicamos, temos leitores.
Por isso, quero agradecer às lojas alternativas que nos divulgam compartilhando nosso conteúdo e patrocinam postagens e dizer pra elas que este blog sempre estará de portas abertas. Eu acredito que cada uma é única e aprecio o desejo das lojas de fazerem parte da história do blog. Tenho tremenda admiração por quem luta pra se manter nesse mercado tão difícil no país. 

Desfilando no MdS!!


Mudanças
Quando comecei o blog, meu foco eram as subculturas, mas com o desenvolvimento do mercado alternativo, aqui e no exterior, aos poucos o foco foi mudando e se tornando mais abrangente. Hoje, falamos muito mais de moda alternativa num conceito geral do que das subculturas isoladamente, então esse foco mais amplo se manterá. Também falamos bem menos de desfiles e editoriais mainstream, porque queremos ser referência em Moda e Cultura Alternativa.
Nos próximos meses, outras pequenas mudanças serão feitas no blog. Teremos um questionário fixo no menu com perguntas que visam traçar um perfil do leitor e do consumidor brasileiro de moda alternativa.
Também mudaremos levemente o layout e daremos mais opção de banners e postagem patrocinadas para as lojas na parte comercial. Queremos que o mercado se desenvolva, evolua. Mais opções na parte comercial não significa abrir parcerias com marcas que destoem do nosso universo e que vamos só focar nisso, não! Continuaremos com muita força com textos dedicados inteiramente à cultura de moda alternativa.
Queremos dar espaço desde àquela mini loja que nasceu ontem e que apresenta produtos realmente autorais, até aquela supermarca já estruturada e com boa base de fãs. Porque acreditamos que o universo alternativo deve ser unido, compartilhado. Não acreditamos em separação, divisão, elitismo, bairrismo. Cada loja que apresentamos aqui precisa ter seu diferencial, sua personalidade, independente do tamanho. Agradecemos muito a confiança em nosso espaço e o desejo de aparecer pros nossos leitores. Acredito que as lojas querem estar associadas à nossa imagem de pioneirismo e ao nosso conceito e que compreendam que por sermos nicho, não somos gigantes no tamanho e sim, na influência.
Como muitos blogs, tivemos erros e acertos ao longo do caminho, e não sabemos se vamos acertar até tentar, não é mesmo?

Mostre seus produtos no blog!

Finalizando:
Temos que acabar ou ao menos diminuir um pouco o pensamento vira lata de que apenas blogues alternativos internacionais são bons e merecem reconhecimento e divulgação. Vamos olhar mais pra quem se esforça (muito) no Brasil pra oferecer conteúdo intelectual num país super restritivo de informação. Numa era onde tudo é focado em imagem e superficialidade, queremos oferecer conhecimento, cultura de moda. Já perceberam a limitação de informações sérias sobre subculturas e moda alternativa que temos no país? Percebem o quanto estudamos, lemos e contatamos fontes confiáveis fora daqui para oferecer o melhor conteúdo possível em português?
Nós estamos inseridas na realidade brasileira e espero que um dia este espaço seja devidamente reconhecido pelo mercado nacional, já que levamos à sério tudo que fazemos. 


Agradecimentos:
Queremos agradecer profundamente aos leitores fiéis que doam o tempo de suas vidas para ler nossos longos artigos. E aqueles que lindamente citam o blog quando usam posts como referência: nosso muito obrigada a vocês! E também agradecer aos que sugam sem dar crédito, porque eles são a prova de que fazemos diferença aqui. Porque quem não faz barulho, não faz história. E nós adoramos fazer barulho!


O que nos move é a paixão por moda e cultura alternativa. Um bom trabalho não precisa necessariamente seguir o fluxo. Há formas de continuar sendo a ovelha negra e oferecer algo diferenciado! Nós gostamos de, muito além do consumo, oferecer cultura de moda, pesquisa, questionamentos e nosso olhar sobre alguns temas. Como alternativos, temos um visão de mundo e de sociedade, à nosso modo.


Até a próxima!

Nossos Links:


Pedimos paciência aos leitores porque somos duas, temos nossos afazeres pessoais e nem sempre conseguimos atualizar ao mesmo tempo todas as redes sociais, mas o blog, nosso Facebook e o bloglovin sempre se mantém os mais atualizados possíveis!

modadesubculturas@gmail.com
  • 9Blogger Comment
  • Google+ Comment
  • Facebook Comment
  • Disqus Comment

9 Comments

  1. Parabéns ao blog!!! E a vocês tb!
    O blog é uma super referência, sem dúvida. Não apenas ao underground, mas tb a quem procura inspirações. A moda sempre se reinventa.
    O fato de muitos acharem que moda e subcultura não andam juntas me faz dar risada, sabe? Moda é uma coisa, modismo é outra! Moda é o que define o grupo, o gosto do indivíduo, o que lhe influencia! E modismo é o que o mercado produz, para que a massa compre e use, para depois deixar de lado por outro modismo. Além do mais, se me disser que moda não anda com subcultura, sou obrigada a citar Vivienne Westwood, o glam rock, e outras tantas demonstrações.
    Nisso o blog se destaca. Não toma partido à toa, não escolhe um grupo só. Eu gosto disso – tem uma divisão clara entre opinião de especialista de opinião pessoal. Isso faz com que o leitor crie sua própria opinião. E claro que isso gera cópia. Lembro de um carinha pedindo teu material e mais referências para um trabalho de TCC. Cara de pau total!!! E copiou, certeza!!!
    Com este diferencial, espero que o tema e as lojas que trabalham para este nicho não ganhem apenas mais visibilidade, ganhem também mais respeito e oportunidades! E que o próprio mercado underground enxergue quem se interessa por ele, e saiba atender com maestria.
    Vida longa ao blog!!!! Parabéns mais uma vez!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vívien!
      Muito obrigada! Eu agradeço em nome da Lauren também!! :D

      Pois é, nisso meio que quebramos "tabus", embora até hoje vira e mexe alguém me diz que "Moda" não pode andar junto com "subcultura/alternativo" rsrsrsrs! Mas enfim... a gente estuda tanto né? Não íamos jogar qualquer info na web sem antes saber se aquilo é correto.
      Sim, adoramos essa coisa de jogar um questionamento, um pensamento, uma ideia e o próprio leitor refletir sobre o assunto! Embora, claro, a gente tenha nossas opiniões sobre algumas coisas (como todo mundo tem,né?).
      Esse aspecto do uso do blog em textos acadêmicos é muito importante porque mostra que a pessoa realmente considera o blog uma fonte confiável de informações! Recebo emails com alguma frequência de pessoas pedindo nome e autorização pra colocar nos trabalhos uma pena não ter como eu vê-los todos depois.
      Com certeza, nós sempre apoiamos o underground e o mercado alternativo e espero que esse nosso interesse seja reconhecido ;)
      Abraço e obrigada!

      Excluir
  2. O que dizer do MSD? Simplesmente excelente! Acompanho o trabalho da Sana desde o início,a riqueza de informações,o comprometimento e preocupação com esse nicho que é uma realidade no Brasil não é de hoje, só encontro aqui! Eu como pesquisadora,estudiosa e também uma alternativa, fico muito feliz em saber que blogs como o MSD se tornam referência não porque se renderam ao mainstream,mas sim, por terem talento, competência e espírito empreendedor!PARABÉNS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagina Sara! <3
      Eu que agradeço seu interesse como leitora!
      Lembro de você desde o começo, sempre comentando aqui e no face e dando apoio! Com certeza leitores participativos e fiéis como você são um incentivo pra continuar escrevendo e pesquisando!
      Muito amor!
      Bjs!!

      Excluir
  3. ola parabens ao blog....eu nao conhecia o blog de vcs mais dai comecei a pesquisar sobre blogs e acabei conhecendo o de vcs e muito bom mesmo o blog de vcs sempre curto algo que vcs postam no face adoro ver as coisas que vcs postam tanto fotos e outras coisas....bom o blog faz aniverssario no mes das bruxas kkk engracado isso pq eu faco aniverssario dia 30 deste mes me identifiquei muito com o blog.....
    Parabens pelo blog muito bom mesmo continuem assim *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda! Seja bem vinda!
      Puxa que legal, você festeja níver e halloween juntos :D
      Bjss

      Excluir
  4. Parabéns, eu não fico comentando o tempo todo, mas gosto de acompanhar o blog, aprendi e conheci muitas coisas bacanas aqui ! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vana!
      Obrigada!! Que bom que o blog é informativo pra você!! <3
      Bjs!!

      Excluir
  5. foi o primeiro blog que conheci, isso em 2011, nem lembro como foi que conheci, mas desde então é o primeiro da minha lista de favoritos do google, não comento sempre, mas leio todas a postagens desde então... parabéns pelos 5 anos, e que venham mais 5, 10, todos os anos desse trabalho lindo e inspirador!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! As respostas serão dadas aqui mesmo, então não esquece de clicar no botão "notifique-me" pra ser informada.

comments powered by Disqus

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover