.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: Health Goth: o Gótico Saudável

16 de janeiro de 2015

Health Goth: o Gótico Saudável

Indo no embalo do Fitness, aproveitamos para comentar sobre uma nova "tendência" de streetwear - que dizem substituir o Normcore e Seapunk - denominada de Health Goth, ou seja, "Gótico Saudável". Isso mesmo que você leu!


De uns tempos para cá, tem sido muito comentado na cultura mainstream assuntos sobre saúde. As musas fitness que vem ganhando popularidade no Brasil, nada mais são do que um reflexo desse comportamento. Além delas, no campo da moda, vem se observando o crescimento das roupas esportivas invadindo as passarelas, que reflete nas coleções apresentadas nas lojas. A cada dia que passa, encontraremos peças com estilo mais esporte, que poderão ser usadas tanto para exercício quanto no dia a dia.

Pode ser que essa vibe tenha ajudado a dar o impulso nesse tal de Health Goth. Ou não. O que se sabe é que o novo modismo ganhou nome pelos músicos americanos Mike Grabarek e Jeremy Scott em 2013, ao captarem o espírito que circulava nos clubes de Portland (cidade dos EUA). Juntos então criaram um facebook para compilar imagens que tentam traduzir o movimento, pois ele ainda se desenvolve.


Algumas imagens da página Health Goth

Fomos olhar essas fotos para análises e vimos uma mistureba de coisas. Deu para perceber que o Goth surge num tom de brincadeira por causa dos produtos serem em grande maioria na cor preta, mas também há o branco, tons neons e metalizados. O Health é devido aos produtos esportivos, principalmente aos que contém alta tecnologia, com muita lycra, látex, telas nos detalhes em recortes e outros materiais de ginástica. São peças com visual futurístico, robótica, biônica, alguns ligaram até ao cyberpunk. Não tem uma marca específica, mas boa parte são da Nike e outras como Adidas, Y3, Alexander Wang e Rick Owens.

Ou seja, pelo que vimos das descrições, é uma moda de rua com elementos de esportes de alta performance chamada ironicamente de Health Goth (Gótico Saudável), e que possui muitas roupas pretas. Há de se observar que existe também um toque de rap/hip hop, já que essas subculturas adoram utilizar peças esportivas. E pitadas de cyberpunk que oferece um ar futurista.

A coleção da Nike criada em parceria com Pedro Lourenço apresenta peças quem remetem ao Health Goth. Interessante que a sede da empresa também fica em Portland. Seria essa a ligação?


Pode ser tudo uma besteira? Talvez. Porém algumas coisas nos chamaram a atenção. Na entrevista dos músicos à Complex, é relembrado uma importante mudança atual ao destacarem não ser mais necessário um novo tipo de música para se criar subculturas, basta a estética. Algo de extrema influência da geração Millenials. Outra coisa também é que essa sensação foi captada em Portland, cidade americana que abraça com força a cena alternativa, igual São Francisco e Nova Iorque.

Um terceiro fator interessante que pode surgir daí é a diminuição desse estigma junkie que as subculturas possuem. Há uma pluralidade de indivíduos no meio, inclusive pessoas que acordam cedo para malhar, trabalham em locais tradicionais, não bebem e nem fumam. Quem sabe isso ajude a desmistificar que não há só um tipo de alternativo e parem de rotular os demais?


Acompanhe nossas mídias sociais: 

Pedimos que leiam e fiquem cientes dos direitos autorais abaixo:
Artigo das autoras do Moda de Subculturas.
É permitido usar trechos do texto como referência em seus sites ou trabalhos, para isso precisa obrigatoriamente linkar o artigo do blog como fonte. Compartilhar e linkar é permitido, sendo formas justas de reconhecer nosso trabalho. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo aqui presente sem autorização prévia. É proibido também a cópia da ideia, contexto e formato de artigo. Plágios serão notificados a serem retirados do ar (lei nº 9.610). As fotos pertencem à seus respectivos donos, porém, a seleção e as montagens de imagens foram feitas por nós baseadas no contexto dos textos.
  • 2Blogger Comment
  • Google+ Comment
  • Facebook Comment
  • Disqus Comment

2 Comments

  1. Olha.. pra falar a verdade eu não curti muito não... rs
    Nunca fui muito fã de roupas num estilo muito esportista.. mas vamos vê no que vai dá né...
    Quem sabe daí não surge algo mais interessante... rs
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi um nome irônico pra uma seleção de peças mainstream com determinada estética.
      Não é algo surgido no alternativo e nem pertence à uma subcultura específica. São peças esportivas com um determinado shape e traços de futurismo e sim, super normal, não curtir se não se identifica ;-)

      Excluir

Obrigada por comentar! As respostas serão dadas aqui mesmo, então não esquece de clicar no botão "notifique-me" pra ser informada.

comments powered by Disqus

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover