.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: Filme: The Fabulous Stains - Rock e Empoderamento Feminino

12 de abril de 2015

Filme: The Fabulous Stains - Rock e Empoderamento Feminino

Ladies and Gentleman: The Fabulous Stains é um obscuro filme de 1982. A obra nunca foi oficialmente lançada nos cinemas, não teve nem lançamento em vídeo. Apenas foi transmitido tarde da noite em alguns canais à cabo nos EUA na década de 80. Somente no ano de 1998, teve sua primeira exibição oficial no Chicago Film Festival e em 2008 finalmente foi lançado em dvd.


O motivo pelo qual decidimos falar desse filme, é que ele nunca esteve tão atual. Foi uma obra à frente de seu tempo que fala sobre empoderamento feminino, fama e indústria da música.
Mesmo permanecendo na obscuridade, influenciou diversos artistas do Rock, que o assistiam através de gravações em fita VHS que passavam de mãos em mãos. Courtney Love e Jack White do The White Stripes (todas as bandas do filme usam apenas preto, vermelho e branco nas roupas) são fãs assumidos e o mais interessante: o filme serviu de inspiração para as meninas do movimento Riot Grrrl, especialmente Tobi Vail.

Filmado apenas três anos depois que a cena punk começava a definhar, a obra tem direção de Lou Adler (produtor do The Rocky Horror Picture Show) e roteiro escrito por Nancy Dowd. O nome da roteirista aparece na tela com o pseudônimo de Rob Morton.

Por conta do filme ser super difícil de achar, decidimos contar a história dele aqui. A obra é sobre a história da banda The Stains, formada pelas irmãs Corinne e Tracy Burns (Diane Lane e Marin Kanter) e a prima Jessica McNeil (Laura Dern).


Durante a gravação de um documentário em sua cidadezinha, Corinne “Third Degree” Burns, é entrevistada e se torna sensação por suas palavras e atitudes ácidas frente às câmeras. Órfã e sem emprego após xingar o seu chefe no restaurante fast food em que trabalhava, Corinne sai à noite e acaba assistindo aos shows da decadente banda glam The Metal Corpses e da banda punk The Looters - formada por membros do The Clash (Paul Simonon) e Sex Pistols (Steve Jones e Paul Cook) com um vocalista (Ray Winstone) de estética Rockabilly.
Corinne, rejeitando a ideia de crescer numa cidadezinha onde não há espaço para criatividade e com pessoas de mente pequena, decide pegar sua banda e sair em turnê com os caras, que tem como tour manager, rodie e promoter um Rastafari que resolve os conflitos entre os roqueiros e os punks.

Pessoas de subculturas diferentes unidas pela música,  um ponto interessante de tolerância às diferenças que o filme toca indiretamente.

Sendo as únicas mulheres no ônibus, percebe-se a ousadia, o atrevimento e ao mesmo tempo fragilidade e insegurança das meninas, os próprios caras das outras bandas duvidam da capacidade delas. Logo no começo já temos uma cena explosiva:
Ao pisarem no palco para seu primeiro show, todos notam que as garotas não sabem tocar muito bem e começam a rir da cara delas. 


Mas isso não é problema, Corinne, ostentando um cabelo loiro e preto se assemelhando à um gambá, olhos maquiados de preto e vermelho, se dirige à uma mulher da plateia que a olha com desdém e diz:

"Você veio aqui pensando que veria um rockstar, ele se apaixonaria por você e te levaria pra longe dessa cidadezinha, mas você pode ser diferente de todas as outras garotas!
Otárias! Otárias!
Sejam vocês mesmas, esses caras riem de vocês!
Eles tem grandes planos pro mundo mas não incluem a gente!"


A seguir, tira seu sobretudo e revela estar vestindo uma blusa vermelha transparente, meias calças pretas, calcinha, meia e botinha. E aí vem uma passagem interessante: todos se chocam com sua pouca roupa. Mas ela está usando seu corpo como forma de revolta e não como sexualização/objetificação. Com seu corpo, chama as mulheres que sentem o mesmo que ela pra se empoderarem:

"Sou perfeita, ninguém nesse buraco de merda vai me aborrecer porque eu não vou desistir.”


Essas frase é interessante pois demonstra que ela não dá a mínima pro julgamento de como está expondo seu corpo. Com toda esse atitude, logo as meninas da The Stains, se tornam uma sensação televisionada. Enquanto o jornalista da TV local foca no comportamento antissocial e na falta de talento de Corinne, a jornalista percebe que a moça chama as mulheres para o empoderamento e chama as Stains de uma nova voz inspiradora para garotas. A TV passa a acompanhar os passos da banda, numa prévia do que seriam hoje os reality shows.

Uma coisa que fica clara é que Corinne é autêntica, tanto que sua irmã e prima passam a se vestir como ela. Junta-se a isso o fato que os homens à sua volta não entendem completamente seu apelo. A chamam de um "conceito" enquanto que ela era uma menina real.

 "- Você tem inveja de mim. Eu sou tudo que você queria ser."
"- Uma b*ceta"
"- Exatamente!"

Ela percebe que os The Looters não seguram o público como sendo uma banda headline, e quer que as Stains seja a banda principal da turnê. Então, aparece um empresário ganancioso que a convence de que ela é a pessoa mais importante de todas. Persuadida, o sucesso sobe à cabeça, se torna arrogante e até rouba uma música do The Looters e toma como sua. O novo empresário começa a fazer dinheiro em cima do marketing da banda vendendo inclusive o look completo para as meninas se vestirem igual à ela.

The skunks (as gambás), as groupies das Stains:
"Em sua rebelião, elas decidiram claramente que a existência feminina não deve ser uma corrida para o túmulo, ou pior, para o supermercado".

Como vingança e raiva da garota, o vocalista do The Looters a chama de vendida e denuncia esse abuso à suas fãs, que a rejeitam quando ela sobe ao palco. As female groupies percebem que perderam sua individualidade em favor da conformidade e submissão ao imitar a estética de sua ídola.


Depois desse fiasco, a vocalista é novamente entrevistada pelo canal de TV, só que desta vez a jornalista não está presente. Uma discreta demonstração de machismo onde a profissional perdeu seu emprego por apoiar as atitudes de outra mulher ousada. O jornalista então pergunta sobre ela ter sido hostilizada pelas próprias fãs e Corinne, sem perder seu atrevimento, responde:

"Acho que toda garota deveria ganhar uma guitarra no aniversário de 16 anos".

Ao por os pés de volta à rua, o vocalista do The Looters a convida para sair em turnê com ele, indicando que ela seria sua namorada. Ela rejeita. Diz que não vai ser groupie de ninguém.

"É isso que devo fazer agora? Ser sua groupie?"
"Ajustar sua guitarra, ser sua senhora?"

Quando o rapaz se vai, Corinne finalmente entende qual sua importância quando vê passar numa scooter duas garotas vestidas como ela carregando uma guitarra elétrica.
E percebe que sua experiência não foi em vão, ela incentivou garotas a tocarem instrumentos montarem suas próprias bandas!!


"Eu já fui como você, um nada, mas eu não desisti" - finaliza Corinne sobre como se sentia nula em sua cidadezinha no interior e como ter tido a ousadia de tomar uma atitude drástica, a fez tomar as rédeas de sua vida.


E elas não desistiram mesmo, no fim do filme, existe um clip do que as Stains se tornaram dois anos depois: um grande sucesso e cada uma com seu visual próprio!


The Fabulous Stains, inspirador para garotas do rock, também é um uma crítica de como a cultura moderna explora os músicos, como eles podem ficar cegos pela fama e como empresários gananciosos podem destruir a carreira de uma banda. Também nos mostra como as meninas não eram levadas à sério como musicistas e finaliza meio que dizendo nas entrelinhas que as garotas não precisam ser groupies, elas podem e são capazes de ter suas próprias bandas! :D


Possíveis referências e influências do The Fabulous Stains:
O cabelo ao estilo gambá das atrizes do filme, pode ser uma referência aos cabelos reais das meninas punks, como na foto de Catwoman, no topo à direita.


O filme tem saído aos poucos da obscuridade e conquistado meninas com interesse em rock e em empoderamento feminino. Como a obra passou na TV americana durante as madrugadas, é possível que até mesmo um determinado visual o de Lady Gaga tenha alguma influencia da obra, afinal, o stylist da cantora, Nicola Formichetti é muito ligado em subculturas.

Comparação: Lady Gaga com o cabelo gambá ao estilo das Stains e underwear à mostra. A cantora ficou conhecida por usar com frequência calcinhas com meias-calças, visual característico da personagem do filme de 1982.

E mais recentemente, a homenagem de Hayley Williams.


Conta pra gente: já assistiu The Fabulous Stains?
O que achou da obra?

Gosta do Moda de Subculturas?
Acompanhe nossos links:
Google +  Facebook  Instagram  Bloglovin´


Pedimos que leiam e fiquem cientes dos direitos autorais abaixo:
Artigo das autoras do Moda de Subculturas. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo aqui presente sem autorização prévia. É proibido também a cópia da ideia, contexto e formato de artigo. Plágios serão notificados a serem retirados do ar (lei nº 9.610). É permitido usar trechos do texto como referência em seus sites ou trabalhos, para isso precisa obrigatoriamente linkar o artigo do blog como fonte. Compartilhar e linkar é permitido, sendo formas justas de reconhecer nosso trabalho. As fotos pertencem à seus respectivos donos, porém, a seleção e as montagens de imagens foram feitas por nós baseadas no contexto dos textos.

  • 12Blogger Comment
  • Google+ Comment
  • Facebook Comment
  • Disqus Comment

12 Comments

  1. Eu via desenhos do visual da protagonista e sempre quis saber quem é, eu achava que talvez fosse a Nina Hagen!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vi uns desenhos também, realmente lembra Nina, talvez por causa da maquiagem punk :D

      Excluir
  2. Adorei a dica é algo que ainda não conhecia. Fico feliz quando vejo algo que ainda não tinha visto antes. Já achei aqui e estou baixando. Vou assistir :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daise, poderia compartilhar o link conosco? Estou tentando achar um link em qualidade razoável e não consegui. :)

      Excluir
    2. Vívien eu baixei ele por torrente, com legenda separada, se quiser te mando o link ;)

      Excluir
    3. opa eu quero, Sana! O que baixei estava com defeitos de VHS e não rolou...

      Excluir
    4. Vivien, eu sempre uso o torrente também, mas procuro os filmes nesse site http://kickasss.to/view/ladies-and-gentlemen-the-fabulous-stains-1982-dvdrip-x264-ac3-di-t9221397.html

      Excluir
    5. Detalhe, assisto os filmes pelo BS Player, ele já fornece todas as legendas, sem precisar baixá-las :) Daí você escolhe na hora se quer em Português ou Inglês.

      Excluir
  3. Nunca vi o filme, mas fiquei super afim de assistir!
    Vou ver se acho por aí ^^
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Tô assistindo Tartarugas ninjas (o desenho mais recente) aqui de boa, e aparece uma personagem que é completamente inspirada nesse filme, a make e o cabelo descolorido na parte de baixo e tudo, lembrei na hora desse post heheh o nome da personagem é Karai (o.O achei bizarro) caso queira saber :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nayara, fiquei super curiosa! Vou procurar pra ver ;D
      Nome bizarro mesmo, kkkk

      Excluir

Obrigada por comentar! As respostas serão dadas aqui mesmo, então não esquece de clicar no botão "notifique-me" pra ser informada.

comments powered by Disqus

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover