.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: Alt Trend: Batom Preto (marcas nacionais)

19 de julho de 2015

Alt Trend: Batom Preto (marcas nacionais)

Decidi lançar esse post porque recentemente recebi uma mensagem de uma leitora que me comoveu. Ela disse que não acha batom preto na cidade dela e que a mãe não a autorizava usar o cartão.
E isso me fez pensar em toooodas aquelas jovens meninas do interior que raramente encontram o que gostam nas lojas de roupas e de cosméticos de suas pequenas cidades. E tomei a decisão de fazer esse post como uma possibilidade de ajudar meninas e meninos que ainda dependem dos pais pra conseguirem comprar, sozinhos, seus batons escuros.


O processo é o seguinte: junte seu dinheiro (em torno de 20 a 30 reais) e aqui dou dicas de sites que vendem batom preto. Tudo que você precisa fazer é cadastrar seu nome e endereço no site e fazer o pagamento por boleto.
Sim, boleto! Porque com boleto você não precisa pedir dinheiro pro seu pai ou pra sua mãe. Você simplesmente o imprime, pega seu dinheiro e vai no banco pagar. Pronto. Não tem interferência nenhuma de seus pais dizendo se você pode ou não comprar suas coisas! Você fica livre de depender da autorização do uso do cartão deles. É como uma experiência inicial sobre liberdade de escolha sobre o que você consome.



Batom Preto
O batom preto se popularizou mesmo no fim da década de 1970 com os punks e góticos. Nunca saiu de voga na cena alternativa. Em tempos recentes, curiosamente, o revival da cor começou no mainstream, entre 2008 e 2009 quando houve um interesse tanto do gótico quanto, pela primeira vez, a inserção da estética do metal extremo/black metal no mainstream, com muitos spikes nas roupas grifadas.
Sim, demorou 6 anos (!) pra trend dos batons pretos massificar e chegar no Brasil. Em 2009, quando as grifes criavam suas versões, postei reclamando que não tínhamos nada semelhante, de alta qualidade, disponível aqui, o meu destaque na época era o gloss com efeito vinil da Yves Saint Laurent que depois gerou cópias em outras marcas.

O que deu um fôlego extra recentemente foi o uso da cor pelas adeptas do Pastel Goth e o Creepy Cute assim como a onda da estética Witchy e o revival da década de 1990.



Dicas de marcas nacionais:

Já testei:
Tracta TBlogs Lindsay Woods: esse é o mais caro da lista. Tem textura seca e é matte. Por ser seco acho um pouco chatinho de passar, mas em compensação fixa muito bem e até quando você tira ele com demaquilante ainda ficam uns resquícios negros na boca. O que eu gosto nele é o fato de ser opaco. Aprovo e recomendo!
Dica de onde Comprar: Loja Tblogs

Color Make: Esse seria minha recomendação pra quem está procurando um barato e com qualidade. Tem preço super acessível (em torno de R$10,00), textura  cremosa, pigmentação forte e fácil de passar. Fixa super bem, porém não durou bastante nos meus lábios. Nisso o da Tracta o supera. Comprei após ler as resenhas da San e da Bruna.
Dica de onde Comprar: tem na Shiny Dawn, mas o frete é mais que o preço do batom. Eu comprei o meu no Mercado Livre, na loja Vivo Maquiada, que estava com frete mais acessível e é uma loja confiável que te envia o andamento do pedido todos os dias por email.

Vult: Era o que eu usava antes do modismo do batom preto por ser o único que encontrava na minha cidade. Após conhecer o Color Make e o Tracta Lindsay Woods, eu não recomendaria este como primeira opção... Ele é cremoso, tem brilho, mas na minha experiência própria ele não cobre bem os lábios e sai muito, mais muito fácil, ficando feio. E não sei se é o lote, mas o meu nunca foi preto de verdade...
Dica de onde Comprar: Netfarma


Não testei - então não vou opinar, só sugerir:
Cigana Cosméticos: Este tem o preço muuuito bom (R$5,90), a Gio (musa!) já resenhou e aprovou. 
Dica de onde Comprar: Mais Vaidosa - porém o valor mínimo pra compras no site é R$20,00

Full Colors: Tenho visto ele ser muito bem resenhado, tem textura mate e custa na faixa de R$12,00
Dica de onde Compar: Loja Full Colors

Felicittá: tava lembrando que eu tive há muuuuuito tempo atrás, antes de ter comprado o da Vult, mas realmente não usava e acabou vencendo e não sei se a fórmula mudou (a embalagem não é mais a mesma), então, só #ficadica mesmo.
Dica de onde Comprar: Shop Cosméticos

Koloss: A Bruna e a Rubia já resenharam, disseram que a cor não é forte e sai fácil (é o que acontece com o Vult que tenho).
Dica de onde Comprar: não encontrei online neste momento.

Quer comprar um importado?
O Pretty Zombie está na minha wishlist!
Dica de Onde Comprar: LSin e Shiny Dawn

Existem outras opções de batom preto em pasta, em marcas de maquiagem artística.

Meninas e meninos do interior que não encontram batom preto em suas cidades ou jovens que os pais ainda controlam o que compram: juntem seus dinheirinhos, paguem em boleto e sintam-se livres pra usar o batom que vocês quiserem!

* A indicação das lojas foi por busca na web, não tenho nenhuma parceria de divulgação com elas e sugiro que vocês antes de comprar, confirmem se são confiáveis.


Gosta do Moda de Subculturas?
Acompanhe nossos links:
Google + Facebook Instagram Bloglovin´ Tumblr

 
  • 8Blogger Comment
  • Google+ Comment
  • Facebook Comment
  • Disqus Comment

8 Comments

  1. Primeiramente, muito obrigada por indicar minhas resenhas <3
    Eu não moro no interior, moro na região metropolitana, e mesmo assim é difícil ter acesso a lojas alternativas e maquiagens como batons pretos. Antigamente achava que as únicas opções acessíveis eram a Koloss e a Vult, que realmente, tem batons péssimos, mostrando que não enxergam essa cor como uma opção viável de uso, porque claramente esse batom é feito pra ser usado por períodos muito curtos e sem fazer uso de comida/bebida, como em caso de sessão de fotos. O da Color Make é excelente, e fácil de ser encontrado em lojas de artigos para festa a fantasia, recomendo muito.
    Quando compro na internet, sempre escolho lojas que aceitem boleto como forma de pagamento, acho muito mais prático e seguro.
    A gente tem que começar a usar mais batom preto, pra acabar com essa ideia boba de que ele não é usável no dia-a-dia.
    Ótimo post, como sempre! <3
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada Bruna, gostei das suas resenhas, são úteis!
      Eu também não achei na capital, então imagino como no interior deve ser mais complicado ainda...
      Eu tenho gostado do da Color Make mas o da Tracta dura mais nos meus lábio, ambos super recomendo!
      E vamos aproveitar a trend e ousar acabar com essa ideia de que não dá pra usar no dia a dia. Quem decide quando somos nós! ;)

      Excluir
  2. Adorei o post com as indicações! ^^
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de comentar tb a opção de fazer o batom em casa. Tem tutoriais na net. Isso pode ser uma opção; afinal era assim que fazíamos antes, né?
    Para quem ainda não consegue juntar o $$$ (nem todo mundo recebe) é uma ideia, porque lápis de olho é fácil de achar e barato.
    Ótimo post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fazer em casa é sempre uma opção!
      Mas a praticidade de já se ter o batom e poder retocar na rua é ótimo é também! :D

      Excluir
  4. Alguma dica sobre como usar batom preto quando se tem lábios mais finos? É que gostava de experimentar mas não sei se me vai ficar bem devido a não ter lábios grossos :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiriana, poderia passar um lápis preto por fora do redesenhando a boca e depois cobrir com o batom. O batom matte também dá a impressão de uma boca maior ao contrário do cintilante que parece diminuir. É a impressão que tenho pois também tenho os lábios finos. ;)

      Excluir

Obrigada por comentar! As respostas serão dadas aqui mesmo, então não esquece de clicar no botão "notifique-me" pra ser informada.

comments powered by Disqus
Pin It button on image hover