.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: Alt Trend: Strega Fashion

1 de agosto de 2015

Alt Trend: Strega Fashion

Após a publicação dos posts sobre o "estilo" Witchy e o Boho Goth, veio a sugestão da leitora Mariana Zepp pedindo pra fazer um post sobre o Strega Fashion. Aqui estou, atendendo ao pedido dela! ;D
No post sobre Witchy, comentamos sobre a estética "bruxa" estar em voga na cena alternativa. E é exatamente isso que "Strega" significa: "bruxa", em italiano.

Estéticas que lembram bruxas da floresta estão em voga!

Assim como o Seapunk, o Pastel Goth e o Creepy Cute, o estilo Strega nasceu no Tumblr.
Segundo o blog Strega Lookbook, existem duas possíveis origens. A possível origem do termo se refere à usuária StregaForest, em um post de 3 anos atrás onde ela chama sua marca e seu estilo pessoal, inspirado em Dark Mori, de Strega.
"Eu acho que as pessoas podem chamar o próprio estilo "Dark Mori" da maneira que querem. eu pessoalmente chamo o meu de "strega" porque eu gosto de bruxas".

Já o estilo, é associado à usuária dinamarquesa ShortCutToTheStars. Existe uma conversa - que não foi localizada como começou  - onde ela diz em agosto de 2014: "Começarei a taguear meus outfits inspirados em witchy/pagan/hippie/dark mori/fairytale-gothy de "Strega", que significa "bruxa" em italiano e eu acho que é super apropriado para o que tenho acontecendo aqui! Não envolve "mori" ou "goth" porque eu sinto que está longe de ambos. Tem uma vibração Europeia inerente, e parece legal. Para não confundir as pessoas que falam italiano e tagueiam seus posts com outro conteúdo, taguearei como "Strega Fashion"

 fotos retiradas [desta] da tag. Clique pra aumentar.

Se a usuária ShortCutToTheStars se inspirou no tumblr StregaForest para a ideia do nome "Strega Fashion" não sabemos.
Assim, de um ano pra cá, o "Strega Fashion" (Moda Bruxa) se espalha pelo Tumblr através dos reblogs e ganha novas adeptas.


Existe relação com o Dark Mori?
Mori é um estilo de moda japonesa predominantemente moldado por uma moça chamada Choco. Que entre outras coisas, escreveu o Manifesto Mori oficial. Este guia dá ideia de silhueta, tecidos e estampas. O Dark Mori, segue as mesmas regras, porém com cores escuras como base.


E o que define a Moda Strega, quais as regras?
O Strega não é um estilo de moda japonesa, é europeu.
Segundo o Strega Manifesto, a linha básica é não ter regras reais - contanto que o visual seja inspirado em Bruxas, Contos de Fadas, Florestas e Folclore.
Mas é possível que um outfit seja inspirado por Mori e que algumas adeptas tenham interesse em Dark Mori.


Manifesto Strega:
- Strega significa bruxa, tema que é o centro da moda;
- Não existem outras regras;
- Não há esquemas de cores estabelecidas;
- A inspiração é retirada de contos de fadas, folclore e mitos, coisas mágicas e witchy;
- A inspiração é traçada a partir do goth, boho, mori e qualquer outra coisa que você preferir;
- É diferente do mori na medida em que não tem qualquer ligação com o Japão ou com a moda de rua japonesa;
- É diferente do goth na medida em que não tem laços inerentes à cultura ou música goth;
- Ninguém pode exigir saber o que é Strega ou excluir qualquer um da moda ou da tag! Strega é a bruxa dentro de nós, saindo através do nosso vestuário. Sinta-se livre para adicionar qualquer coisa, desde que ele não vá contra estes!


fotos de looks retiradas [desta] tag; foto da saia + bota, pinterest

É possível notar influencia Dark Mori em vários looks das adeptas. 
Há interesse por sobreposições, tons sóbrios (preto, marrom, cinza, verde escuro, vinho), assimetria, peças soltas no corpo, silhueta A, ponchos, xales, kimonos, saias de altura média a longa, polainas e meias calças, tricôs, cachecóis, acessórios em couro, referencia da silhueta medieval e amarrações. Alguns outifits e peças me lembram coleções dos estilistas Rei Kawakubo e Yohji Yamamoto da década de 1980.

Apropriação Cultural
Esse é um tema que tem sido muito abordado na mídia hoje em dia e é impossível não falar de Moda Strega/Moda Bruxa sem lembrar da religião Wicca e da Bruxaria.
As meninas que seguem a Moda Strega não são bruxas (ou até podem ser, mas não é obrigatório) e usam a ideia, a imagem e os símbolos que associamos com as Bruxas como parte de sua Moda.
Uma das leitoras dos Tumblrs de Moda Strega questionou sobre esse ponto e a dona do ShortCutToTheStars deu a seguinte resposta:
"Strega fashion literalmente significa Moda Bruxa. Se a chamássemos de "Stregheria fashion", a prática Wiccana, isso poderia ser questionável. Mas estamos apenas usando uma palavra europeia para bruxas, assim como Wiccanas americanas se chamam de Witches, Wiccans italianas podem se chamar de Strega. Isso não significa que elas são donas das palavras! Escolhemos uma palavra europeia para que nós, europeias, pudéssemos nos unir em torno disso, sim, é uma palavra nossa pra usar. E não é apropriação cultural. Sabe por quê? Porque europeus não são oprimidos! Tenha algum respeito por culturas nativas que estão sendo apagadas e parem de usar de forma errada uma palavra que vocês obviamente não entendem."

polyvore sets, fonte


De fato, europeus não são oprimidos, mas não posso deixar de lembrar que a bruxaria/ Wicca (a religião) ainda é oprimida em muitos lugares da Europa, incluindo na própria Itália, país muito católico.


Minhas dúvidas:
Visto que o Strega diz não ter regras e tudo que você considere que lembre bruxa pode ser assim chamado, se eu me inspirar num conceito de bruxa brasileira, da floresta tropical, do folclore brasileiro, posso tagueá-lo como Strega? Posso usar saia mais curta? Posso não usar sobreposições? Posso usar spikes? Ou preciso seguir o conceito europeu, sem adaptações? 

A trend Witchy e a Boho já estão rolando na cena alt há pelo menos dois anos, vocês acham que alguns outfits dessas duas trends podem ser chamadas também de Strega em alguns casos?

Não pude deixar de notar, que a criadora do estilo é dinamarquesa e vejo no Strega, algumas características da moda minimalista escandinava.
Outra coisa que levo em consideração é que tanto peças de pontas assimétricas, ponchos e botas/coturnos estão em voga na moda atual (trend minimalista/90s), ou seja, estão acessíveis à compra, o que permite que a Moda Strega exista, e querendo ou não crie uma imagem ou ao menos uma linha dentro da moda.

Adoraria ver a opinião de vocês sobre esses questionamentos que me surgiram. Quem entender de Strega, fique à vontade pra trocar ideia!

E vocês, gostam da Strega Fashion, usariam?

Mais sobre: A Gio fez um post sobre recentemente, clique aqui pra ler.
Atualização 02/08/2015: Grupo da Gio no Face: Strega Fashion



Gosta do Moda de Subculturas?
Acompanhe nossos links:
Google + Facebook Instagram Bloglovin´ Tumblr


Artigo das autoras do Moda de Subculturas. Para usar trechos do texto como referência em seus sites ou trabalhos, linke o artigo do blog como respeito ao direito autoral do nosso trabalho. Tentamos trazer o máximo de informações para os leitores até a presente data da publicação. Todas as montagens de imagens foram feitas por nós.
Gostou deste post ou de alguma outra postagem do blog? Pode divulgar!
Dedicamos horas de pesquisas para oferecer conteúdo autoral. Sempre tentamos trazer assuntos novos e interessantes para os leitores! Sua ajuda na divulgação de artigos que gostou pode fortalecer a moda alternativa, já que informação acaba com a ignorância. Nós lutamos para que ela seja levada à sério e tratada com o devido respeito! Ah, curtam também nossa página no Facebook, todos os dias postamos coisinhas lá!
  • 12Blogger Comment
  • Google+ Comment
  • Facebook Comment
  • Disqus Comment

12 Comments

  1. Concordo totalmente com o seus questionamentos Sana, até porque fiz os mesmos quando a Giodiva criou o grupo. Se praticamente tudo pode ser considerado, então, tudo pode ser considerado. Eu acho legal a falta de regras, mas por exemplo, se confunde muito a moda "witchy" com a "strega". Um exemplo é, se eu resolver usar uma roupa toda colada e sem vestidos, fugiria totalmente da identidade que caracteriza a strega... Enfim, é muito confuso essas coisas de moda pra mim. Então, prefiro manter sempre minha opinião à parte e me vestir como quiser se denominar nada. Adorei o texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, tô com dúvida nisso. Se não tem regra então cada um pode interpretar a bruxa da floresta à seu modo?
      Noto que predomina uma silhueta e uma cartela de cores nas fotos das meninas desses Tumblrs, o que em si já seria uma característica - como você bem disse uma roupa colada ou sem vestido/saia...fugiria dessa identidade inicial.

      Engraçado como a ausência de regras assim como o excesso delas, nos trás questionamentos né? :)

      Excluir
    2. Eu escrevi e não deu certo agora não sei se foi kkk,vou tentar repetir rs
      Bom,o fato de não existir regras é para se ter a liberdade de colocar elementos que lembrem bruxa,ou ser místico da floresta,essa pegada bruxa que queremos é exatamente oque o mori e dark mori não quer,são opostos.
      porém isso não elimina a silhueta,pq o strega é inspirado no mori e dark mori,então como vcs falaram,se colocar um vestido curto e colado,já saíu da silhueta e característica.
      Sobre o comprimento,eu acho q se pode fazer com coisas curtas sim,esse é um ótimo exemplo:
      http://36.media.tumblr.com/cd8d57f7e422044c4dac360818fd137f/tumblr_nsdrjaUplx1sfuf3vo5_1280.png
      Pra mim o Strega é o lugar onde posso misturar o mori,o boho,um pouco de gótico,um toque místico,tecidos como chiffon,veludo,livremente,porém mantendo o conceito.
      Enquanto que no mori/dark mori,existe uma limitação de tipos de tecidos,algumas regras,e principalmente o fato de não querer parecer com bruxa.

      Quem quiser conversar mais sobre o assunto,podem entrar no grupo que fizemos exatamente para compartilharmos idéias sobre a moda.
      https://www.facebook.com/groups/501139820052802/?fref=ts

      Amei o post Sana,estou apaixonada por esse estilo a tempos. ♥
      bjos

      Excluir
    3. Agora entendi! Obrigada Giodiva! ♥
      Então existe uma silhueta "predominante" e o que é livre é a inserção de elementos pessoais (e tecidos/padrões) do que eu associo como bruxas.
      Eu fiquei em dúvida sobre essa questão do Mori porque quando a ShortCut anunciou que taguearia os looks dela como Strega, ela disse que "não envolve mori ou goth porque sinto que está longe de ambos". Mas aí, no manifesto já diz que "a inspiração é traçada a partir do goth, boho e mori". Foi essa contradição que me deixou confusa.
      Noto que essa saia curta da moça da foto que me mandou é uma peça mullet, então é um curto mas ao mesmo tempo longo e com silhueta A.
      Tô curtindo muito o conceito no sentido do uso de saias, que você sabe que é só o que uso, me inspira a procurar e criar mais variedade delas.
      Combina muito contigo mesmo o estilo, Gio!
      Bjs e obrigada novamente

      Excluir
    4. Bom post, tanto aqui quanto da Gio!
      Eu, como tenho necessidade de especificidade, gosto quando limitam as influências e o que pode ser usado, até certo ponto, Isto cria uma referência de base. Pelo que percebi, o Strega tem certas regras, mas que ainda não foram discriminadas pelo conceito libertário que tem, que se difere do Dark Mori que é cheio de regras e bastante limitador.
      Não sei se me expressei bem, mas eu vejo por este ponto.
      Beijos a todas vcs ;)

      Excluir
    5. Entendi Vívien, se expressou bem ;)
      Eu acho que pode ser isso mesmo, tem umas regras base mas o resto seria livre. Como a Jaque disse acima, o Witchy permite vestidos tubinhos pretos, mas não vejo essa silhueta totalmente ajustada no Strega, que sempre tem uma sobreposição ou assimetria.
      Bjs e obrigada pela participação!

      Excluir
  2. Vi a postagem da Gio um tempinho atrás e esse estilo me deixou intrigada.
    Eu nunca tive um estilo muito bem definido e, na verdade, vario entre épocas usando roupas coloridas/fofinhas (verão) e épocas usando roupas mais escuras (normalmente o inverno). Só que, mesmo usando menos preto hoje em dia do que usava antigamente, sempre gostei de sobreposições, saias volumosas, rendas e pedras naturais.
    No fim das contas, olhando as referências que você usou para montar o post sobre esse estilo, reparei que já tinha salvado muitas delas no pinterest como referência de estilo pessoal. Isso é incrível!
    Enfim, tua postagem ficou super completa, e os comentários também me ajudaram a entender um pouquinho mais desse estilo lindo.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Já tinha visto o post da Gio e achei o estilo bem bonito. Não sei se usaria porque não sou muito adepta a várias sobreposições, mas também não é algo que eu descarte. Quem sabe num dia de inspiração, não é!?
    Sobre seus questionamentos, também pensei a mesma coisa.. Se é um estilo que não tem regras, então qualquer coisa pode ser do estilo, desde que para mim aquilo remeta a bruxas da floresta.
    Depois de ler os comentários (o da Gio, principalmente) eu acabei entendendo e cheguei a mesma conclusão que a Vivien. Na verdade existe sim algumas regrinhas de silhueta e tal, mas que não querem chamar de regras por querer o estilo como algo mais livre.
    Enfim, adorei o post!
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu ainda bem confusa...
    (vindo falar quase 1 ano depois do post kkkkkkkk), mas entrando recentemente no tumblr strega lookbook me deparei com umas coisas tipo legging + vestido mega curto colado + casaquinho larguinho e cachecol sendo strega (n consegui colocar o link aqui) ai entra novamente o questionamento, então td pode ser strega!?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Samira, é algo que também percebi. Alguns looks não lembram "bruxa da floresta" e sim algo mais urbano.

      Excluir
  5. Primeiro queria parabenizar muito quem o autor da matéria, acredito que a moda pode como veiculo de arte ajudar muito um grupo seja étnico, religioso ou sei lá o que, a ser sentir em paz com suas circunstâncias, claro que muitos encaram ainda como um fantasia e tal... mas existem bruxos e bruxas sim e somos muito orgulhosos de nossas crenças, n seremos queimados novamente... nem na fugueira católica, nem social, nem na de Bolsonário... Mas agora eu gostaria muito de ter uma representatividade masculina... Sei que o foco da magia ta no feminino e tal mas nos homens existimos, num sei se já existe mas algo na moda focado no masculino mas um simbolo bom para se inspirar na magia sobre o masculino é o deus connifero... mais uma vez obrigado por essa matéria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lauro César!
      O Strega tem a versão masculina. Na verdade, o estilo masculino se desenvolveu bem depois que esta postagem foi ao ar. Acredito que você consiga encontrar imagens na web. :)

      Excluir

Obrigada por comentar! As respostas serão dadas aqui mesmo, então não esquece de clicar no botão "notifique-me" pra ser informada.

comments powered by Disqus
Pin It button on image hover