.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: Resenha: livro "Hellraiser" da DarkSide Books

21 de dezembro de 2015

Resenha: livro "Hellraiser" da DarkSide Books


"Como ouvira falar da caixa de Lemarchand? Ele não se lembrava. Na época era só um rumor - um sonho de uma redoma dos prazeres. E a rota para aquele paraíso? Disseram-lhe que havia diversas; gráficos feitos por viajantes cujos ossos há muito tinham se tornado pó."


Algumas semanas atrás a DarkSide Books me enviou o livro Hellraiser. Eu escolhi essa obra não apenas porque sou fã do gênero horror/terror quanto e porque já fazia muitos anos que eu tinha assistido o filme homônimo e não lembrava direito da história. E foi muito bom, pois pude ler a obra escrita pela primeira vez sem ficar comparando com alguma memória do filme. 


Pra quem não conhece, a DarkSide é a primeira editora nacional especializada nos gêneros de terror e fantasia. Teve uma época que foi muito difícil pra quem era fã destes gêneros (me incluo) achar livros aqui no Brasil, até mesmo os do popularíssimo Stephen King e um de meus autores preferidos do gênero, H.P. Lovecraft...
A DarkSide veio pra preencher esse vácuo, este nicho que sempre sofreu preconceito por tratar de temas assustadores. Acho que todo mundo agora está mais feliz porque quem é fã de terror sabe que muitas histórias são tão bem escritas que é injusto seus autores não terem a devida publicação e divulgação de suas obras.

Darkside:
- Site
- Facebook
- Tumblr



Onde Comprar?
Alguns links abaixo tem desconto :)


Hellraiser - Renascido do Inferno (The Hellbound Heart)
Hellraiser foi lançado pela DarkSide recentemente, em setembro, perto do aniversário de 30 anos da obra escrita por Clive Barker, criador dos personagens Cenobitas. Barker escreveu mais de 20 títulos de terror, e além de Hellraiser, Candyman e o filme O Último Trem são baseados em contos seus. 


Até o plástico bolha da DarkSide é preto :P


Bom, eu imaginava um livrão rsrs! Me surpreendi que é uma história relativamente curta e rápida de ler. Mas super envolvente e na verdade até prefiro assim, histórias diretas do que aquelas obras que enrolam e as coisas demoram a acontecer. A historia não para na verdade, você é que tem que se controlar pra não ler tudo de uma vez. Talvez o personagem que todo mundo associe com a obra seja Pinhead, um dos Cenobitas.

A arte da capa do livro lembra couro, é lindíssima!
E o desenho dourado é a caixa de Lemarchand em seu formato quando aberta. 

Hellraiser, "Hellbound Heart" em inglês, conta a história de um homem chamado Frank Cotton que é obcecado pelos prazeres do sexo e vai procurar uma tal "caixa de Lemarchand" porque ouviu falar que ela realizava os desejos de quem conseguia decifrar sua abertura.


"... Foi feita por um artesão chamado Lemarchand - um produtor de pássaros cantantes - na forma de uma caixinha de música de design tão elaborado que um homem podia passar metade da vida brincando com ela e nunca conseguir abri-la."
 
Hedonista, Frank é fissurado em todo tipo de sexo, incluindo os mais perversos, e espera que a tal caixa dê à ele prazeres carnais intensos por quanto tempo ele desejar. O que ele não esperava era que a caixa abria uma espécie de portal para o inferno e os demônios que lá habitam, chamados de Cenobitas, tinham uma visão um pouco diferente da de Frank sobre o significado de "prazer". Se Frank esperava mulheres eternamente dispostas ao prazer do sexo, ele encontra o sádico prazer infernal vindo através de muita dor e tortura. 

E por causa dessa relação com o sadismo, os trajes dos Cenobitas - muito bem observado nos 8 filmes do Hellraiser - tem inspiração fetichista S&M. Tema que é recorrente nas obras de Clive Barker.


"Suas feições eram tão terrivelmente escarificadas - as feridas nutridas até incharem - que os olhos eram invisíveis e as palavras corrompidas pela desfiguração da boca." descrição de um dos Cenobitas.


Passado algum tempo, o irmão de Frank, chamado Rory, e sua esposa Julia se mudam para a casa que Frank morava. A partir daí, Julia - que havia se apaixonado por Frank no passado - descobre que ele foi tragado para o inferno Cenobita e faz de tudo - até assassinatos - para trazer o ex-amante de volta. Outra personagem que vai fazer a história andar é Kirsty, amiga de Rory e apaixonada por ele secretamente. 


Uma coisa que vale dizer: ambas as mulheres, tanta Julia quanto Kirsty são as que fazem a história acontecer. E isso não é tão comum em obras de terror: ter mulheres como seres ativos e importantes e não meras coadjuvantes. Então, pra nós, mulheres fãs de terror, é algo que merece ser levado em consideração. Não tem aquele nhém nhém nhém de "mulher, você está imaginando, está emotiva, são seus hormônios" e blalablás pra diminuir a opinião feminina. Não! Elas tomam decisões sozinhas e sabem que o bem e o mal estão dentro de todas as pessoas e cabe a elas decidir quando e porquê usar seus lados sombrios.

Comparando com o filme de 1987, Clive Barker escreveu o livro já com a intenção de adaptá-lo ao cinema. Neste, é possível observar o figurino de inspiração fetichista, eu não pude deixar de associar com o figurino que bandas de black metal, como vocês devem bem lembrar, neste artigo explicamos que a moda heavy metal surgiu de referências fetichistas.


E essa relação com o Heavy Metal, gênero musical que abraça temas de terror, não para por aí. Clive Barker dirigiu o clipe “Hellraiser”, do Motörhead e o ator Doug Bradley - que interpreta Pinhead, narrou diversas músicas da banda Cradle of Filth.  

"Filmes de terror dos anos '80: quando demônios se parecem com bandas de metal"

E vocês, gostam de Hellraiser e de livros de terror?
O que acham de termos agora uma editora especializada no gênero?


Doug Bradley como Pinhead

Onde Comprar o Hellraiser?
Alguns links abaixo tem desconto :)


Acompanhe nossas mídias sociais:
  • 6Blogger Comment
  • Google+ Comment
  • Facebook Comment
  • Disqus Comment

6 Comments

  1. Adooooro Hellraiser, embora ache que os primeiros filmes envelheceram mal. Fiquei com vontade de ter esse livro lindo agora, Sana...Lá vou eu gastar mais com livros...HUIAHIUAHUIAHUIAH

    ResponderExcluir
  2. Tô adorando a Darkside, além de fazer os livros com mto capricho e cheio de detalhes, estão trazendo todos os melhores do terror
    Li ele esses dias, e como vc disse a leiteura é mto boa mesmo, sem enrolaçao li super rápido

    ResponderExcluir
  3. Sou apaixonada pela Darkside. To fazendo coleção dos livros dessa editora. São todos muito bem feitos. As capas são incríveis.
    To querendo ja a um tempo o "hellraiser". Sem dúvida sera minha próxima aquisição.

    ResponderExcluir
  4. Vi algumas pessoas comentando sobre esse livro e gostaria muito de lê-lo,além do mais estou de olho em outros livros da Darkside também.

    ResponderExcluir
  5. O cuidado com este lançamento mostra a seriedade da proposta da editora. Bem embalados, capa lindíssima e o foco vão ser sucesso certo!
    Vou correndo lá ver!

    ResponderExcluir
  6. Eu acho a proposta da DarkSide incrível!
    Apesar de não gostar dos filmes de terror (bobeira de infância.. rs), literatura de terror/horror e literatura fantástica sempre foram minhas preferidas!
    E quando vi a Darkside foi amor a primeira vista. Tanto que na última black friday, só deu eles na minha comprinha.. rs
    Como eu disse, não sou fã dos filmes, então nunca vi esse, mas o livro eu comprei e será minha próxima leitura. Sua resenha ficou muito boa! Adorei! Só me deixou com mais vontade de ler ^^
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! As respostas serão dadas aqui mesmo, então não esquece de clicar no botão "notifique-me" pra ser informada.

comments powered by Disqus

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover