.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: Style Tribes - The Fashion of Subcultures │ (Resenha + livros de Subculturas)

11 de novembro de 2016

Style Tribes - The Fashion of Subcultures │ (Resenha + livros de Subculturas)

No século XX com o advento da industrialização e da globalização surgiu entre os jovens diversas subculturas. Elas ganharam interesse da mídia que as levaram ao mainstream e à indústria da moda. Estes são temas recorrentes aqui no blog, e neste post vou falar um pouco sobre livros de subculturas.

Capa e contracapa do livro Style Tribes - The Fashion of Subcultures

Às vezes me perguntam qual livro de subcultura uso e qual recomendo. Eu pergunto: "o que você procura?", daí posso direcionar a pessoa à determinadas publicações. Não uso um livro só, pois não conheço um livro de subcultura que abranja todas as questões relativas à moda, sociologia, antropologia e comportamento, tudo super completo. Existem obras mais acadêmicas e obras mais “leves” e direcionadas à determinado tema. Existem até livros bem superficiais que visam apenas a diversão. Ao longo desses anos de estudo, o que aprendi foi resultado da leitura de muitos sites ao redor do mundo, não apenas de subculturas, mas também de moda, de comportamento, de consumo, de história, de sociologia e antropologia para que as ideias possam ser ligadas e situadas. Muitas vezes, pessoas falando sobre suas vivências em subculturas nos fornecem de forma mais dinâmica informações não contidas em livros. Tudo isso resulta em análises que são conclusões pessoais de quem estuda um determinado tema.

Adorei o capítulo "Harlem Renaissence". 
Foi a primeira vez que vi essa subcultura em livro.

Existem centenas de livros sobre subculturas, mas nem todos falam exclusivamente sobre suas modas. Por isso o blog foi criado, pra focar na questão Moda, algo que na época não era tão fácil de achar. Existem ótimos livros de antropólogos e cientistas sociais sobre as culturas juvenis e por incrível que pareça, de todos as obras que li até hoje, nenhuma delas sanou 100% minhas dúvidas e curiosidades sobre moda, e talvez por isso mesmo sempre quero ir atrás do que não encontrei respostas, pesquisar e criar as próprias análises e artigos.
 

Conseguir um livro de subculturas pode ser uma saga. Você normalmente precisa importar. E sim, tem que estar disposto a gastar. É um campo de estudo caro devido à falta de material no Brasil. A média é R$100 por livro contando o frete internacional. Mas pode passar de R$200 por livros mais raros ou antigos. Isso explica porque a gente aqui do blog precisa daquele tempo pra postar sobre uma subcultura. O porquê de precisarmos do apoio dos leitores ou patrocínio de anunciantes que querem que o conteúdo permaneça num bom nível cultural e intelectual. E explica porquê a gente fica tão puta quando plagiam nossos artigos. Às vezes precisamos ler 3 ou 4 livros pra apenas um tema de pesquisa. É importante a gente ir criando este acervo de referência pra oferecer sempre o melhor. Somos exigentes mesmo. Cansei de ler artigo ruim sobre subculturas que eternizam clichés e estereótipos, criam preconceitos... um tema tão rico deve ser bem divulgado, para que mais pessoas que se dizem alternativas, possam entender as subculturas que pertencem e até mesmo as que criticam.


Outra coisa ruim dos livros de subculturas: eles ficam datados.
Quer dizer, aquele livro de moda gótica lindo que li 5 anos atrás hoje está metade vencido! Algumas infos históricas permanecem, claro, mas de cinco anos pra cá veja quanta coisa mudou na moda gótica! E veja quanta coisa aconteceu em termos de comportamento! Então tem isso também... A gente gasta uma grana já sabendo que daqui uns anos vamos ter que comprar um livro novo do mesmo assunto.
Talvez por ficarem datados (valendo como referência histórica) isso explique porque alguns livros não são relançados nem reeditados: porque é mais fácil criar um novo e atualizado.
Outra questão: vários livros são lançados por autores independentes, pessoas como nós que estudam e decidiram lançar suas obras por editoras pequenas, por isso não temos versões nacionais traduzidas e temos sempre que importar.

Existe um filme chamado "Northern Soul - No Ritmo da Vida"
que mostra o surgimento desta subcultura, vocês já assistiram?


Style Tribes - The Fashion of Subcultures
Sobre o livro Style Tribes - The Fashion of Subcultures, cujas páginas ilustram este post, ele foi lançado em 29 de setembro na Inglaterra e recentemente recebi minha edição. A primeira coisa que me chamou a atenção foi a semelhança do nome do livro com o nome do blog (Fashion of Subcultures) pois eu ainda não tinha me deparado com o termo sendo usado de forma "oficial" em inglês; no Brasil, o termo foi cunhado por este blog*. 


O livro apresenta vários pontos que já tocamos aqui, como a questão da individualidade; sobre desde a década de 90 os estilos estarem mais misturados e sobre a cooptação das subculturas da moda mainstream - tendências do underground que viram alta moda. Tudo isso é abordado superficialmente em pouquíssimas páginas. Nossos artigos no blog são até mais profundos.
Fico de certa forma impressionada sobre como o blog está no mesmo nível de informação que vem sendo difundida no exterior, não é porque somos brasileiras que somos inferiores. Em alguns casos, talvez nosso trabalho aqui seja até superior, pois como eu disse ali em cima, quando saímos pra buscar informações, são exatamente elas que tornam uma postagem mais completa que o conteúdo de alguns livros que não sanaram nossas dúvidas. Seria bom ver os brasileiros valorizando mais o que é publicado no Br tanto quanto se empolgam por material estrangeiro. Quer dizer, se estão dispostos a pagar 100 reais num livro razoável, poderiam estar dispostos a investir alguns reais patrocinando bons blogs nacionais. Isso é o mais difícil até mesmo no mercado da moda: acreditar que não somos inferiores aos gringos e acabar com o vira latismo. Seria bom confiar mais no que produzimos e criamos e apoiarmos os diversos sites/blogs brasileiros que produzem o próprio material sobre cultura alternativa.

Mais sobre o livro:
A autora, Caroline Young, é escocesa, jornalista e escreve livros sobre moda e figurino. Para esta obra ela conta que a inspiração veio ao observar as criações em tartan de Vivienne Westwood, e a partir disso, do tartan como um símbolo subversivo, ela foi atrás de descobrir porque cada subcultura usa um estilo específico de moda. Ela conta que sua irmã mais velha frequentava festas Trance na década de 90 (subcultura presente no livro) e usava o visual daquela tribo. A autora se declara fã de Disco, que também tem seu capítulo, e comenta que recentemente a tribo em "voga" era os Hipsters com suas barbas e tatuagens.


O livro tem uma qualidade gráfica maravilhosa, as fotos são lindas (pra uma apaixonada por subculturas toda foto eu acho linda haha!) e aborda do século XX até hoje. E sim, não tem todas as subculturas, mas tem as “básicas” que encontramos em outros livros e outras mais recentes como os Emos e os Sapeurs e outras que nem sempre vemos facilmente como o Goa Trance e o Britpop!


A autora também comenta algo que abordamos aqui no blog: a questão de os jovens desejarem criar seus visuais em contraste com o de seus pais e mostrar pra sociedade o estilo que vestem, como que mostrando que existem, que importam: a moda sendo usada tanto como rebelião e autoridade quando pra expressar o individualismo.
As subculturas e tribos de estilo se organizam em grupos com características estéticas específicas que servem para as pessoas que se interessam pelos mesmos assuntos se identificarem e se reconhecerem uns aos outros, o que resultará, provavelmente, em amizade - daí, surgem os grupos.


Uma coisa que fiquei meio perdida foi com a foto da capa: duas blogueiras famosas vestidas de forma semelhante, tipo BFFs. Eu estava curiosa sobre qual tribo de estilo a autora as teria encaixado, mas a imagem não está contida dentro do livro. Isso me frustrou um pouco, porque ficou soando como "colocar na capa duas blogueiras estilosas e famosas pra atrair possíveis fãs e compradores”. Só que eu queria saber onde essas meninas se encaixariam nos conceitos da autora... fiquei no vácuo. 

Fiquei feliz de ver os Sapeurs, uma das minhas tribos preferidas!!

Mas fica aí a dica! De minha opinião é um livro legal, de pesquisa bem feita, ótimo pra decorar e folhear despretensiosamente suas imagens lindas. Em termos de conteúdo e detalhes há outros que prefiro por serem mais aprofundados - que inclusive costumo postar fotos deles no nosso Instagram ocasionalmente.

Ah e o livro tem apresentação da Shirley Manson! Achei um pouco técnica, vindo de uma artista com tanto estilo pessoal [aqui] e apreço por moda como ela, eu esperava algo menos teórico. Mas tá valendo! ;)


Ah e se vocês decidirem comprar o livro agora ou depois, comprem do
link do quadrinho
abaixo, é uma forma de vocês ajudarem o blog!! 




* cunhar: segundo dicionário, "tornar alguma coisa notável; adotar; tornar saliente".



Acompanhe nossas mídias sociais:
Instagram Facebook Twitter Tumblr Pinterest  Google +  Bloglovin´   





http://candycolor.com.br/site/


  • 2Blogger Comment
  • Google+ Comment
  • Facebook Comment
  • Disqus Comment

2 Comments

  1. Muito bom, com certeza eu vou atrás!
    Essa materia tocou num ponto interessante, concordo que o acervo do blog é de detalhes que nunca vi igual e ainda torna tudo mais especial pelo fato de a maioria das informações serem escassas nacionalmente, então fica aqui a minha sugestão: Vocês já pensaram em escrever um desses livros sobre subculturas utilizando as pesquisas ja realizadas pelo blog? tenho certeza que muitos amantes de moda gostariam de ter isso na estante (inclusive eu!), seria capaz até de vocês conseguirem uma quantia razoável para publicação através de doações de quem tivesse interesse e etc...
    bom, fica aqui meus parabens, acompanho vocês sempre <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Panda! Já pensamos sim! :)
      Um trabalho dessa "magnitude" implica em parar o blog por tempo indeterminado devido à complexidade das pesquisas.
      Doação é uma ótima ideia, a distribuição (neste caso) é que seria trabalhoso. Encontrar editoras disponíveis a publicar também é um desafio! Mas vamos tentar!
      Bjs ♥

      Excluir

Obrigada por comentar! As respostas serão dadas aqui mesmo, então não esquece de clicar no botão "notifique-me" pra ser informada.

comments powered by Disqus

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover