.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: Ash Costello processa Iron Fist pela autoria de sua coleção "Bat Royalty"

21 de abril de 2017

Ash Costello processa Iron Fist pela autoria de sua coleção "Bat Royalty"

Em outubro de 2015 foi lançada pela Iron Fist, a coleção Bat Royalty, criada pela cantora Ash Costello. A coleção, cheia de elementos darks, contrastava com o perfil comercial da marca super colorida e irreverente. Essas parcerias não são incomuns na moda mainstream, e na cena alternativa pode ser uma boa ideia pois junta criadores (que podem não ter estrutura para se lançar sozinhos) com empresas conhecidas que estão dispostas a vender produtos destes criadores. 


A coleção Bat Royalty trazia como carro chefe uma botinha com asas de morcego que foi de extremo sucesso mundial! Outras peças da coleção também formavam asas de morcego em detalhes, como nas golas e estampas, como podemos ver no anúncio abaixo, que recebi por email na época de lançamento.


Logo depois diversas marcas alternativas também começaram a vender calçados com asinhas de morcego e outras peças inspiradas na coleção criada por Ash. Sendo um sucesso mundial que rendeu cópias e até plágios, é de supor que Ash Costello foi super bem remunerada, não é? Parece que não. Para a cantora, isso se tornou um pesadelo. Ontem (20/04), a vocalista da banda New Years Day, indicou a leitura de um artigo que conta o que está acontecendo. O artigo é da Alternative Press e tomei a liberdade de traduzi-lo abaixo.


Tradução (com edições):
"Hoje, Costello entrou com um processo contra a empresa [Iron Fist] citando 14 ofensas. Alega que a Iron Fist pegou desenhos que Costello lançou e usou-os para outras linhas, pagou Costello apenas um pequeno número de vendas [da coleção] Bat Royalty, divulgou imagens que Costello nunca foi informada sobre e removeu o logotipo "Bat Royalty" dos projetos Bat Royalty vendendo-os como outros produtos marca Iron Fist."
"Em 2014, Costello começou a trabalhar com os réus para produzir a marca Bat Royalty", diz a queixa. "Depois de uma fase de lua de mel com os réus, os pedidos de contabilidade de Costello em relação à marca foram repetidamente ignorados, seus projetos foram rotineiramente roubados para outras roupas e acessórios da Iron Fist, o nome e semelhança de Costello foram indevidamente explorados ou indevidamente excluídos de materiais de marketing da marca."

Costello diz que enquanto no exterior a linha de vestuário foi um sucesso, a realidade era totalmente diferente. "Estou chateada porque minha primeira linha de roupas foi tão bem sucedida no exterior e tão abraçada por meus fãs, enquanto eu estava sendo roubada de minhas ideias, meu dinheiro e, mais importante, de respeito nos bastidores", disse Costello em uma declaração à Alternative Press. "Estou ainda mais chateada que meus fãs, que eu amo e que significam tanto para mim, eu não era nada além de um dia de pagamento e a pessoa a explorar a Iron Fist."

De acordo com Ash Costello, a Iron Fist também divulgou itens da Bat Royalty juntamente com mercadoria não-Bat Royalty, criando assim confusão e fazendo os fãs comprarem outras marcas da Iron Fist que não eram a de Costello.

 A cantora modelando suas criações para Bat Royalty.

"Não muito tempo depois de sua relação de negócios, a Iron Fist começou a anunciar produtos da sua linha Night Walker ao lado dos produtos Bat Royalty, sem distinção entre os dois, o que levou à confusão real entre os leais fãs de Costello (...)", afirma a denúncia. "Além disso, em várias ocasiões, Iron Fist iria vender vários produtos da marca para o varejo e comercializar os itens como sendo Bat Royalty usando o nome de Costello. Ela nunca foi compensada por essas vendas ou por este uso de seu nome, o nome Bat Royalty, ou sua semelhança. Infelizmente, os fãs de Costello foram intencionalmente enganados pela Iron Fist e foram induzidos a comprar produtos que Costello não tinha nada a ver e não recebeu nenhum benefício." Costello diz que muitos dos projetos Night Walker ou Iron Fist foram ideias que ela lançou para Iron Fist como produtos Bat Royalty, e  que a Iron Fist rejeitou na época.


Iron Fist deu a Costello um espaço no armazém onde ela trabalharia em seus projetos Bat Royalty onde foi alegadamente "insultada e condescendida pelos funcionários da Iron First, incluindo a esposa do proprietário, que ridicularizaria Costello observando que ela era "quase como uma verdadeira estilista" ou referindo-se a ela como "Bat Von D", como a denúncia determina. Quando ela e sua banda New Years Day saíram em turnê, a Iron Fist limpou o espaço de trabalho e demorou a retornar seus projetos e materiais mesmo depois de múltiplos pedidos, afirma Costello.

A denúncia também afirma que Costello tinha uma estreita relação com Hot Topic por causa de sua banda, New Years Day. Para crescer a marca [Bat Royalty], Costello estabeleceu reuniões entre Hot Topic, Iron Fist e ela mesma. "Não muito tempo depois, os funcionários da Iron Fist começaram a agendar reuniões com o Hot Topic sobre a marca [Bat Royalty] sem incluir Costello, ou atualizando-a sobre quaisquer novos desenvolvimentos que surgiram dessas reuniões", diz a denúncia.

Vídeo da Hot Topic divulgando a coleção de Ash Costello


Costello também diz que Iron Fist não conseguiu fornecer-lhe informações financeiras precisas sobre a Bat Royalty. A queixa diz que as declarações que ela recebeu excluíram as vendas externas e omitiram alguns produtos (incluindo algumas variedades da "Bat Wing Boot", que o documento diz que é um dos mais bem sucedidos produtos Bat Royalty) e lojas de varejo inteiramente. "A situação tornou-se tão impossível que Costello foi forçada a ir a varejistas individuais diretamente para saber como os produtos Bat Royalty estavam vendendo", afirma o documento. "Costello também começou a acompanhar de perto plataformas de mídia social para uma vaga ideia de se certos produtos [Bat Royalty] estavam vendendo bem."

"Os fatos apresentados em nossa denúncia falam por si mesmos", diz a advogada de Costello, Katrina Bleckley. "Este é apenas mais um exemplo de uma empresa tirando proveito de um artista brilhante para seu próprio ganho. É lamentável que tenha chegado ao litígio, mas Ash E sua equipe estão preparados para lutar por seus direitos, seus fãs e sua marca ".



A queixa acrescenta que Costello tentou resolver as questões durante semanas. "A Iron Fist respondeu com outras promessas quebradas e, em seguida, uma oferta de assentamento que exigiu que Costello permanecesse nesta relação abusiva, promovendo os produtos Iron Fist e cedendo pelo menos metade da marca que ela concebeu, construiu e garante propriedade da Licença"

Após a publicação deste artigo, a Iron Fist mandou o seguinte resposta à Alternative Press: "Esta é uma questão legal que será respondida em conformidade, e a Iron Fist nega as alegações na denúncia e na história publicada pela Alternative Press. "

- Fim da Tradução-


Recentemente ocorreram vários casos de empresas de moda desrespeitando a propriedade intelectual seja de artistas, seja de outros designers, historiadores e escritores. Há algum tempo observo que algumas marcas alternativas viraram verdadeiras corporações. E não é por fazerem "moda alternativa" que estão isentas de ganância e desrespeito. Tivemos casos polêmicos com Lime Crime,  Dolls Kill  e agora a Iron Fist. Difícil esta situação, pois ao mesmo tempo que gostamos do que estas marcas vendem, tem outra questão importante: a ética. Será que Ash se exporia ao mundo dessa forma se algo não fosse verdade? Pois coloca em risco a carreira e imagem dela (sabemos como as mulheres são silenciadas nesse mundo).

O modelo da bota com asinhas de morcego foi criado pela Ash, mas é anunciado como patenteado pela Iron Fist, então quem copia, precisa tomar cuidado pra não ganhar um processo ou ter que pagar a empresa... Mas não sei dizer pra vocês se a patente está só no nome da Iron Fist ou no da Ash. Se não estiver no nome da Ash, a criadora, é uma baita sacanagem corroborando as alegações da cantora. 

Temos a mentalidade que criações de moda "não tem dono",
mas criações autorais e artísticas tem sim
! Estamos de olho! 



Link do Artigo Original.



Acompanhe nossas mídias sociais: 
Instagram Facebook Twitter Tumblr Pinterest  Google +  Bloglovin´

"Ash Costello processa a Iron Fist pela autoria de sua coleção Bat Royalty" apareceu primeiro em Moda de Subculturas.
Pedimos que leiam e fiquem cientes dos seguintes direitos autorais: Compartilhar e linkar este artigo é permitido, sendo formas justas de reconhecer nosso trabalho. As fotos pertencem à seus respectivos donos, porém, a seleção e as montagens de imagens foram feitas por nós baseadas no contexto dos textos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar! As respostas serão dadas aqui mesmo, então não esquece de clicar no botão "notifique-me" pra ser informada.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover