.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: Vintage x Retrô x Antigo

15 de julho de 2012

Vintage x Retrô x Antigo

Sabemos que tudo que lembra o "antiguinho" está na moda. Direto caio em sites eu blogs "vintages" e sempre me preocupo com o uso errado da palavra em alguns deles. Claro que não saio por aí corrigindo as pessoas, mas até que dá vontade hehe!! Minha maior preocupação é que as pessoas aprendam o que é errado e não o que é certo e com isso, passem adiante uma informação incorreta.

Um tempo atrás fiz um post sobre a diferença do retrô e do vintage, vou reforçar aqui não apenas as diferenças mas também vou explicar o que é apenas algo "antigo". Isso pode ser de grande ajuda pra você que quer fazer a limpa no guarda roupas mas quer guardar umas peças de hoje no baú pra daqui há 20 anos usá-la de novo ou vender por um preço de raridade.

Vintage são roupas e objetos originais de uma determinada época, mais específicamente do século XX. Precisa-se de pelo menos duas décadas pra receberem o nome de Vintage. Ou seja, atualmente uma peça original dos anos 80 já é consderada vintage. Essas peças podem ser peças antigas de seu pai, de sua mãe, de sua avó ou peças antigas de segunda mão encontradas em brechós ou no caso de móveis ou objetos, em antiquários. O Vintage é algo de fato antigo.

Mas para ter valor financeiro e status de vintage, a peça tem de ser de uma pessoa que tinha estilo muito próprio, ser de algum estilista/marca renomada, não ter sofrido alteração (como customizações ou tingimentos), representar a moda de uma época e estar em perfeito estado de conservação. Caso contrário a peça é apenas antiga.

O Antigo são peças com muitos anos de vida também, mas que não tem valor de estilo, de representação de moda ou história. Ou seja, são coisas velhas com pouco valor financeiro e muito valor emocional. Ex: Aquela sua roupinha de bebê guardada não é vintage, é apenas antiga. ^^

Retrô são roupas e objetos atuais que fazem uma releitura de outras épocas. São peças/objetos modernos inspirados em décadas passadas sendo reproduzidos  igualmente, parecidos ou com referência dos originais. 

Se você pretende guardar algumas peças, seja por apelo vintage ou por apelo emocional, agora já sabe como classificá-las. =)

Fonte consultada.
  • 10Blogger Comment
  • Google+ Comment
  • Facebook Comment
  • Disqus Comment

10 Comments

  1. Gostei de saber a diferença. Eu sabia que era diferente, mas não sabia exatamente qual era essa diferença e tinha medo de comentar sobre determinado objeto ou roupa e falar bobeira xD
    Gostei de saber =P

    ResponderExcluir
  2. putz adorei esse post u.u
    nunca soube a diferença pra ser sincera ;x |mais tbm nunca sai falando sabe, eu odeio ficar falando coisas que eu não sei ao certo ;x
    adorei muito aprender sobre o assunto..agora eu aprendi o que é o que. hahahha'
    uma pergunta: aquelas roupas dos anos de 1800(mil oitocentos e bolinha) são vintage? fiquei com dúvida nessa ;o


    http://sweetb-n-darkb.blogspot.com.br/

    beijos ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. @tha.miranda:
      As roupas de 1800 são antigas.
      Pra serem vintages elas devem cumprir alguns requisitos como:
      - ser de algum estilista/marca renomado;
      - Não podem ter sofrido alterações ao longo do tempo em que estiveram guardadas;
      - Estar em perfeito estado de conservação;
      - Representar a moda de uma época;
      Normalmente elas representam a moda da época, por isso uma boa parte delas é vintage! ^^

      Excluir
  3. obrigada pela resposta u.u
    respondeu com precisão minha pergunta ^^

    http://sweetb-n-darkb.blogspot.com.br/

    beijos ;*

    ResponderExcluir
  4. Oi, Sou apaixonada por peças vintage e retrô, acho que dão um toque muito especial em qualquer estilo, faz toda diferença, sem contar que quando é vintage nunca terá outra pessoa com uma peça igual, adoro brechós!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. olá, sou uma leitora assídua do blog mas não tenho hábito de comentar em nenhum lugar.
    Gostaria de dizer que discordo de sua definição de vintage. Acompanho bastante a comunidade vintage de outros países por meio de fóruns, blogs e etc há bastante tempo e eu mesma já passei um bom tempo da minha vida me vestindo, me penteando e me maquiando no estilo da década de 40 da forma mais precisa que consegui até onde me era possível financeiramente. Discordo nos seguintes pontos: 1- a peça ser de marca/estilista famoso. Posso te dizer com a mais absoluta certeza que quase 100% da comunidade vintage se veste com roupas de marcas desconhecidas na época e hoje e inclusive que quando se acha algo feito a mão as pessoas ficam bastante felizes e gostam de admirar esse tipo de trabalho, e isso é bem comum. Peças vintage de marcas famosas como dior, schiaparelli e etc geralmente quando estão a venda são em vintage shops caríssimas frequentadas pelos stylists de atrizes de hollywood.
    2- sobre a peça precisar refletir a moda de uma época é discutível, conheço várias moças (por blogs) que se vestem vintage o tempo todo e adoram achar uma peça com modelagem ou padronagem incomum para a época.
    3- a peça não precisa de forma alguma estar em perfeito estado de conservação. Sempre se le em blogs e fóruns trocas de informações sobre como

    ResponderExcluir
  6. fazer pequenos reparos, tirar manchas, etc
    4- sobre não poder ter sofrido alterações: no caso de alterações esdrúxulas como se na década de 80 um vestido 40's tivesse sido encurtado para mini e sido enfeitado com lantejoulas. Se o vestido foi tingido ou modificado na própria época ou alguns anos depois a maioria não se importa muito. Vestidos de casamento na década de 30 e 40 geralmente eram tingidos de outra cor passada a cerimonia para que pudessem ser reutilizados.
    Sobre o estilo próprio eu não entendi muito bem, mas acho que a maioria das peças vintage são roupas bem comuns na sua época, usadas por qualquer um até sem estilo.
    Existe uma grande discussão de até onde no passado vai o vintage mas é um consenso quase geral de que ele engloba apenas o século 20, portanto roupas de 1800 pra trás não são vintage, são antigas.

    Meu objetivo com esse comentário não foi querer dizer que sei mais do que voce ou algo assim, por favor não me entenda mal, gosto demais do seu blog, compartilho do seu interesse sobre moda histórica, das suas opiniões sobre a moda alternativa principalmente nacional e admiro a seriedade com a qual voce trata o tema das subculturas, o que a maioria não faz. Meu objetivo foi apenas te dar um toque sobre alguns pontos que achei meio errados e discutir alguns outros e só não mandei um email ao invés de comentário anonimo porque estou sem computador, acessando o blog no celular e é bem dificil acessar meu email com ele (por isso que também não tem vários acentos). Preferia que voce nem publicasse meu comentário e apenas o lesse, já que a mensagem é pra voce. Esqueci de dizer que o moda de subculturas é meu blog brasileiro preferido, um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. @Anônima: Imagina, pode expor suas opiniões à vontade!

      Creio que as peças vintage precisam se encaixar em ao menos 1 das definições e não em todas ao mesmo tempo.
      E acredito também que em tempos atuais o termo "vintage" esteja mais amplo, como você mesma deu vários exemplos, todo tipo de roupa é aceitável, sem se prender às definições pré-estabelecidas, à regras.

      Sempre há discrepâncias entre o que uma subcultura vive na realidade e o que a Moda define.

      Obrigada pelo seu comentário, fico feliz de ler comentários de quem está atualizada e vive dentro da subcultura vintage =)

      P.S: Desculpa, decidi aceitar seu comentário porque acho interessante que outras pessoas leiam e debatam, você está anônima, não vejo como isso possa te comprometer.

      Excluir
    2. @Anônima: Acabei de fazer uma mini pesquisa e descobri o seguinte: as definições acima são puristas!

      Os vintage puristas preferem peças que simbolizem uma Era e alguns até mesmo consideram peças dos anos 60 aos 80 retrô, e não vintages! o.O

      De fato alguns sites menos puristas ou não-puristas aceitam peças alteradas e até peças relativamente recentes.

      Então chego a conclusão que ambas as definições, a sua e a minha, estão corretas! Tudo depende do ramo do vintage ao qual se é parte, do purista ou do não-purista.

      Excluir
  7. Muito bacana essa postagem, assim ninguém se confunde com as palavras e seus significados. Parabéns, o blog está muito bom! ;)

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! As respostas serão dadas aqui mesmo, então não esquece de clicar no botão "notifique-me" pra ser informada.

comments powered by Disqus

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover