.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: E a noiva vestiu negro!

9 de fevereiro de 2014

E a noiva vestiu negro!

Esta semana um casamento regado à rock e noivos de preto tomou conta dos sites de notícias e redes sociais. Uma coisa me chamou a atenção sobre o fato: o preconceito explícito. É pena que em nosso país, preconceito contra alternativos não seja crime (no norte da Inglaterra já é!) porque esse seria um caso mais do que comprovado. O preconceito em questão foi pela aparência dos noivos, pela cor da roupa. A cor preta, nos rincões deste imenso Brasil, ainda é vista como algo muito, mas muito subversivo.
* Tivemos um debate interessante neste tópico no grupo Moda Alternativa, se você está no grupo, eu sugiro a leitura.

A Noiva de Preto
O casal em questão mora numa cidade de MG com menos de 10.000 habitantes. Segundo o noivo, o tatuador Wesley, ele chegou a ficar afastado da igreja devido aos preconceitos com o seu modo de vestir, mas voltou a frequentá-la ao conhecer o padre da Paróquia local. O padre em questão disse à Wesley que não afetava em nada a roupa dele ser diferenciada e também disse que o casal poderia casar do jeito que quisesse, já que seguiriam as leis de Deus. O casamento foi realizado aos modos dos noivos. Fernanda (a noiva) disse que o casamento foi como ela sonhava, ela já tinha o plano de se casar de preto há algum tempo. 


Após o casamento, algumas fiéis alegaram que o casal era parte de uma seita satânica (desde quando satanistas frequentam igrejas??) e que "o catolicismo e a Bíblia ditam um padrão para casamentos, não podendo celebrar nada de diferente do tradicional". Inacreditavelmente, as fiéis querem anular o casamento para servir de exemplo (??) para futuros noivos. Elas também buscam a transferência do padre!! Dá pra acreditar que tudo isso acontece por causa da cor de uma roupa? E o caráter dos noivos, não é levado em consideração? 
Eu e minha esposa somos católicos. Não cometemos nenhuma infâmia contra às regras impostas pelo catolicismo. Gostamos de rock, de cores escuras, e vestimos de uma maneira singular. Queríamos ter um matrimônio que fosse a nossa cara. Meu casamento é legítimo e não tem nada que alguém possa questionar”, disse Wesley. O preconceito contra o estilo do casal é diário segundo uma matéria que li, porém, o casal ignora os olhares.

A questão aqui é simples e muito mais à respeito da rejeição do que do próprio conceito do casamento. Porque ocorreu rejeição?
O casal provavelmente já era conhecido por usar preto na cidade, por isso acredito que a crítica das fiéis é apenas uma desculpa pra expor publicamente o que estava entalado na garganta há muito tempo e elas não tinham coragem de colocar pra fora: o preconceito e o repúdio à quem ousa sair do que foi pré estabelecido como "certo". A cor da roupa foi apenas um argumento raso pra elas soltarem a língua contra o casal. Tem pessoas que preferem ficar encontrando pseudo-defeitos em quem não pensa e age igual à elas e os usa como escudo pra agredir os outros...


O vestido da noiva: uma convenção social
O vestido de noiva nem sempre foi branco. Durante a história ele também foi verde, vermelho, e sim, na Espanha do século XVI, o vestido de noiva era... preto! E pasmem: era preto por obediência à Igreja! O que acontece é que o branco tem um sinônimo de pureza e tranquilidade e a cor mostra a sujeira, se tornando assim, um símbolo de status. Carregamos ainda hoje, no século XXI, muitas heranças sociais e culturais da Era Vitoriana (século XIX), uma delas é o vestido branco de noiva. 

casamento renascentista

Em 1840, a rainha Victoria se casou por amor com o Príncipe Albert com um vestido branco. Na época, Victoria  escolheu o branco porque era uma cor não usada pra casamentos (era uma cor incomum!!) e porque devido ao desenvolvimento industrial, os artesãos estavam ficando sem emprego, assim, a rainha colocou um exército de artesãs trabalhando pra ela. O uso do véu e do buquê de flores brancas miúdas, também foi usado pela rainha. Como tudo que ela usava virava moda, as mulheres a imitaram. Desde então, o vestido branco passou a simbolizar também a virgindade das debutantes. Victoria reinou durante todo o século XIX, numa época considerada super conservadora.Esse foi o vestido branco usado pela rainha Victoria em 1840:


Reparem que o vestido da rainha, no estilo da moda da época, é meio que até hoje a referência dos vestidos de noiva, quando dizem "quero me casar com vestido de princesa": corpete, saia armada, rendas e, se repararem na "noiva de preto" da matéria, ela manteve o padrão de estética vitoriana no casamento dela (ainda que inconscientemente).

 
Black Wedding
Ano passado Avril Lavigne casou de preto com Chad Kroeger. Ela tem usado bastante roupa preta depois que começou o relacionamento com ele. Lembrando que a Avril tem uma marca, a Abbey Dawn.



Outras noivas de preto por aí... 


  • 13Blogger Comment
  • Google+ Comment
  • Facebook Comment
  • Disqus Comment

13 Comments

  1. Post muito interessante! Engraçado como se algo acontecesse e as pessoas tem preconceito logo vem falando que está na bíblia, nem para pesquisar direito e ver a realidade como realmente é, como você contou das cores dos vestidos... Não sabia que tinha começado os vestidos brancos com a rainha Victoria. De todos os vestidos o que mais gostei foi o da Avril, está tudo tão lindo, também o véu e o buquê, perfeitos! *-*

    ResponderExcluir
  2. Muito legal! Super fora do padrão!!!
    Mas não sei se usaria!!!

    Pamy Matsuda
    http://ichigowagashi.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Quem dera ter um padre tão ''mente aberta'' na minha cidade. Pois aqui, meu noivo e eu, não vamos poder nem sequer colocar as musicas que estavamos planejando! Acho que se eu entrasse de vestido preto, seria logo queimada na fogueira rsrs!

    ResponderExcluir
  4. Post muito interessante!! Principalmente na parte que fala das cores dos vestidos de noiva ao longo da história, tenho certeza que pouca gente sabe que nem sempre as noivas vestiram branco no passado (eu também não tinha muita informação sobre isso até ler o post). Fora as noivas, a Avril, e das outras fotos, todas lindas, e o melhor: autênticas! Fora que amei a foto da Fernanda com as daminhas de vermelho *_* que fofas!!

    ResponderExcluir
  5. Muito lindo ! Muito lindo ! Gostei dos vestidos curtinhos , eles são muito fofos , mas a noiva de vestido com roxinho esta mais linda , principalmente o cabelo . Amei ! ! !

    Very , very , very beautiful ! I liked the black mini dresses . They are splendid and amazing . But , chosen is the bride with her purple and black dress , she is more glamorous , with the best hair . I loved ! ! !

    ResponderExcluir
  6. Não há nenhuma regra sobre a vestimenta em casamentos católicos... aliás, há uma só, não pode ser indecente, mostrando mais do que deveria. Fora isso, sua roupa não a impede de se casar. Acontece que infelizmente há muitos padres que para evitar conflitos na comunidade com as velhas beatas que pensam que mandam em todo mundo preferem não realizar uma cerimônia que fuja muito do contexto tradicional.

    ResponderExcluir
  7. Eu sou Cristã membro da Comunidade Golgota de Curitiba.
    Na Bíblia não há nada relacionado a questão cultural do indivíduo, no sentido de piercings, tatuagens, cor de roupa.
    Ela condena coisas relacionadas a comportamentos e caráter, não vou me aprofundar.
    Eu fico muito triste em ver esse preconceito nas igrejas. =/
    Ainda bem que faço parte da igreja mais tr00 da face da terra!! =D
    Mas os vestidos são muito MUITO lindos *-*

    ResponderExcluir
  8. Ignorância e preconceito, apenas. Lembro quando minha mãe me obrigava a ir na igreja e eu era conhecida como a "guria estranha de preto", e q todos falavam cmg para que eu fosse com roupas coloridas na igreja.As pessoas não entendiam que eu simplesmente me sentia bem assim. Até hoje meu guarda roupa é predominantemente preto. Acho até engraçado que hoje, ao vestir Lolita, que chama bastante atenção, minha mãe gosta mais pq "pelo menos saiu do pretume", mesmo ela sabendo que não sou cristã desde os 13 anos e desde os 18 não frequento a igreja. Vai saber? :s Se eu fosse o padre eu mandava o bispo ir lá dar uma bronca nessas senhoras e ameaçá-las ir pro inferno se elas continuarem enchendo que em 5 minutos elas fecham a boca. Caramba x.x

    ResponderExcluir
  9. Tem uns vestidos de noiva bem bonitos pretos da Vera Wang, que é uma das designers de vestidos de noiva que eu mais gosto.. e eu inclusive já fiz post sobre isso no Fierce também. O Zuhair Murad também faz outros vestidos de outras cores, inclusive preto, nada convencionais e que mal parece vestido de noiva, do jeito que a gente conhece. Não sei se eu casaria de preto, menos pelo estigma da cor, mas mais porque gosto de uns modelos mais claros... em branco ou em marfim, mas a decoração certamente levaria tons mais escuros... apesar de que, sinceramente, eu preferiria usar o dinheiro viajando do que fazendo festa, porque essas coisas ficam muito caras :P

    FIERCEKRIEG

    ResponderExcluir
  10. Ahhh em Minas Gerais o preconceito é um assunto bem delicado, a cultura deste estado é muito tradicionalista (digo sem querer ofender ninguém, mas as vezes até meio 'burra' em certas atitudes como neste caso citado no post).
    Sou de São Paulo mas morei 7 anos em Santa Catarina, lá havia um costume que eu achava muito curioso numa cidade vizinha.
    Em Pomerode as noivas se casam de vestido preto, os alemães que colonizaram a cidade mantém a tradição medieval e pelo menos 95% dos casamentos da cidade tanto a noiva quanto o noivo devem trajar preto.
    Fui pra lá somente uma vez na vida, no centro da cidade há algumas lojas especializadas em vestidos de noiva que vendem muitos vestidos pretos (peças lindíssimas!).
    Ótimo post.

    ResponderExcluir
  11. Aqui no Rio Grande do Sul, nas cidades de colonização alemã, por muitos anos (entre século XIX e início do século XX) as noivas dessas antigas colônias alemãs também casavam de vestido preto. Mas um dos motivos pelos quais havia este costume era por razões de economia e praticidade (algo muito importante em comunidades em que a maioria das pessoas era pobre, com hábitos modestos e sem muito dinheiro disponível para comprar roupas): o vestido de noiva seria o único "vestido bom" que as mulheres casadas teriam para quase o resto da vida, tanto é que as noivas já o confeccionavam num tamanho ligeiramente maior do que o corpo, prevendo as futuras gestações e o próprio "engorde" típico dos anos de casada e do decorrer da idade... E agora, estas noivas eram "um bando de pecadoras"?

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! As respostas serão dadas aqui mesmo, então não esquece de clicar no botão "notifique-me" pra ser informada.

comments powered by Disqus
Pin It button on image hover