.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: Estamos Massificados?

14 de novembro de 2012

Estamos Massificados?

Depois de alguns anos de sucesso no exterior, a moda dos spikes e das caveiras chegou com tudo no Brasil.
A ascenção do falecido e rebelde estilista Alexander McQueen no mainstream nos anos 2000, ajudou a cultura dominante a aceitar mais positivamente a imagem das caveiras, já que o estilista de passado dark as tinha como símbolo de sua auto-intitulada marca.
A mania de colocar studs (spikes, tachas e rebites) em tudo, virou febre entre 2007 e 2009 quando a estética Heavy e Black Metal esteve em voga entre os fashionistas.
E de repente, somos bombardeados por grifes renomadas, marcas, lojas de bacião e camelôs lotados de peças com caveiras e spikes!

Você aguenta essa massificação da estética alternativa?

Eu amo spikes mas torço o nariz cada vez que vejo um sapato flúor ou em tom pastel todo adornado de studs. Toda aquela agressividade proposta pelas tachas e spikes desaparece em tons infantilóides e de veraneio.

E odeio quando entro numa loja, a vendedora nota que eu gosto de caveira e me trás (sem eu pedir) uma infinidade de peças horrorosas, disformes, todas com caveiras (algumas terríveis) em tons pastel ou flúor que eu supostamente devo comprá-las porque caveira "vai ser tendência no verão".
Cada vez que isso acontece, eu fico com tanto desgosto que me afundo mais ainda em meus trajes negros!

Devo confessar que certos modismos, até mesmo dentro da estética alternativa também estão me aborrecendo. É a mesma estampa, o mesmo tema pra todo lado, repetidamente. Alguém aí  reparou que aquela estampa de bigodinhos já está rodando por aí há uns dois anos?
Ela é muito fofinha, confesso! Ainda mais considerando que é moda homem ter bigode e barba na cena alternativa e que esses bigodinhos lembram os dândis do século XIX, mas...
Me preocupo quando a moda alternativa pára de inovar e passa a se repetir ano após ano. Me passa idéia da preocupação única e exclusivamente de vender mais ainda o que vendeu ano passado se afastando da idéia primordial do alternativo que é a novidade e a diferenciação sempre.

Recomendo ler estes posts relacionados:

Bigodinhos: São fofos, mas será que eu aguento mais uma estação?

  • 10Blogger Comment
  • Google+ Comment
  • Facebook Comment
  • Disqus Comment

10 Comments

  1. Também já não suporto os bigodes, numa peça ou outra davam um ar fofo, mas depois começaram a usá-los em tudo o que é roupa e bijutaria que já farta ver bigodes.

    ResponderExcluir
  2. Nossa nem me fale, estou com o cabelo super platinado e quando abro a revista... 200 propagandas com modelos super platinadas... esse é só um exemplo mas é impressionante como essa popularização consegue levar até as idéias mais fantásticas ao ridículo!

    ResponderExcluir
  3. Eu também me sinto incomodada com isso.
    Lembro que há uns anos atrás era IMPOSSÍVEL achar uma coisa com caveira e quando achava todo mundo olhava torto e agora em qualquer lugar com qualquer combinação vemos caveiras e pessoas usando caveiras só porque é 'tendência'.
    Não tenho nada contra ficar popular itens que não eram, é bom para encontrar coisas que gosto sem dificuldade e tudo mais mas, é simplesmente horrível achar, por exemplo as caveiras mesmo, em tudo quanto é lugar com todo o tipo de combinação possível por mais tensas que sejam. Não sou só eu que acha ridícula um anel de crânio cheio de pedrinhas brilhantes e um laço na cabeça, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Era impossível mesmo!!!
      Também vejo vantagens em alguns itens se popularizarem mas a massificação e o uso sem noção dos temas me aborrecem um pouco. Anel de caveira com laço na cabeça também não me apetece. Na verdade, caveiras com laço não fazem muito meu estilo. Só curto (muito) os aneis originais lançados pela Dior, mas né... Dior é outro esquema...

      Excluir
  4. No começo quando as pessoas ainda torciam o nariz era legal, poder chegar numa loja de departamento e comprar blusas diferentes e tal, mesmo pq normalmente ela encalhavam nas araras. Agora é ridiculo. Outro dia minha tia (que sempre foi e é patricinha/perua) estava com um short com caveiras. O que a Dhy Saturnine disse é verdade, quando comecei a pintar o cabelo de vermelho as pessoas olhavam muito mesmo e quase não encontrava meninas, agora parece que em cada esquina tem uma. Quanto aos aneis de caveira com brilho, bom eu gosto, mas as que são mais com cara de mal huahauahu E as caveiras com laço, gente existem meninas alternativas que são mais românticas e gostam, não uso mas nada contra. Mas Sana o que ando ficando intrigada é porque tá demorando tanto para essa febre de caveiras, spikes e etc, passar?? Porque normalmente essas coisas só rendiam uma estação e olhe lá. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade! Cansei de comprar peças legais encalhadas em lojas de departamento. Hoje, se você bobear as peças com caveira desaparecem em uma semana destas lojas.
      Eu já vi senhorinhas na rua com blusinhas de caveira e moças que aparentemente julguei não serem alternativas. Esses são indícios do consumo de massa de uma imagem ou produto.

      Amanda essa moda demorou uns 4 anos pra pegar de vez aqui. Sugiu entre 2007/2008 no exterior, decaiu gradualmente em 2011. Em 2010 deu as primeiras caras aqui no Brasil mas sem muito sucesso, tudo ainda muito tímido e conservador, de repente explodiu em popularidade.
      Ela pode não estar passando pelos seguintes motivos: nunca se sabe qual a tendência que vai pegar forte e nesse caso caveiras e spikes amenizadas caíram no gosto popular então a venda seria um motivo- se está vendendo as empresas produzem até ninguém comprar mais; pode ser por uma questão mais industrial: fabricaram qrande quatidade de produtos e vão vendê-los às confecções até o estoque industrial acabar e o outro motivo que seria mais estratégico: as confecções se combinam de vender as mesmas coisas por determinado tempo pra concorrencia ser menos desleal até que descubram uma nova tendência que capture o gosto da massa.

      Excluir
  5. É tanto desânimo que nem sei oq comentar direito no post... eu nunca fui mto de caveiras ou bigodes, mas oq meio q me encheu o saco foram as jaquetas de couro nesse inverno.

    Vc via uma guria nd a ver com uma jaqueta de couro preta cheia de spikes e minha vontade era chegar e gritar: TIRA ESSE TRECO Q VOCÊ NÃO MERECE A JAQUETA QUE USA!!!! ... ou algo assim ... Sem contar naquelas jaquetas em cores gritantes e curtissimas, sei lá, isso me dá um arrepio na espinha x.o' ...

    é meio triste qdo vc vê que estão usando roupas q definem um estilo única e exclusivamente por causa de tendências. Nd contra quem usa vários estilos, mas usar só pq a fulana usou na novela ou pq a revista tal falou q é in me tira do sério u.u' ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, sei como é! Dá vontade de chagar na pessoa e arrancar as coisas dela só de raiva da modinha hahahahaha!!
      É triste quando a moda massifica uma estética alternativa, tem suas vantagens (fazer estoque), mas no geral é deprimente...

      Excluir
  6. Eu sempre gostei muito do visual com caveiras, spikes e tudo mais, mas sinceramente agora não quero passar nem perto. Você vê nas vitrines camisetinhas pink com flores misturadas com spikes. Ou caveiras pra todo lado, eu não gosto porque esses novos usuarios não entendem a atmosfera de se vestir certas figuras, usam por mero modismo. Já vi estampas lindas sendo copiadas por marcas nacionais e aplicadas em roupas das famosas piriguetes, acho que já passou dos limites.

    ResponderExcluir
  7. Muita coisa mudou com o tempo, lembro que 10 anos trás era impossível encontrar uma camiseta de banda feminina, só haviam tamanhos grandes e o "p" era enorme. Eu precisava comprar uma pequena e levar numa costureira para acertar o tamanho, hoje é possível encontrar todos os tipos de camisetas de banda no formato babylook. Também era muito dificil encontrar produtos com a estampa de caveira, hoje por ser 'modinha' dá pra encontrar em todos os cantos, mas há produtos e produtos. Enquanto alguns tem qualidade e são bonitos outros além de serem caríssimos são feios. Para uma pessoa alternativa de anos de casa, esse modismo todo é estúpido e sem noção. Temos nossas razões para ficar com raiva. Se por um lado é bom encontrar produtos que nos agrade por outro temos que suportar os seguidores da mídia.
    Eu não gosto dessa estampa de 'bigode'. Será que há algum significado por trás desse simbolo?
    A cruz invertida (ou não), a caveira, o gato preto, até mesmo o pentagrama tem um significado.
    Há um filme que explica bem como a mídia influencia a moda e o comportamento das pessoas, se chama "Ladies and Gentleman-The Fabulous Stains". Conta a história de uma banda de garotas novinhas que aos poucos vão ganhando popularidade e começam a influenciar as pessoas. Mulheres e meninas cortam o cabelo igual e usam as mesmas roupas que as integrantes da banda. É uma boa pedida pra quem curte feminismo, moda, e musica alternativa.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! As respostas serão dadas aqui mesmo, então não esquece de clicar no botão "notifique-me" pra ser informada.

comments powered by Disqus
Pin It button on image hover