.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: Cena Riot Grrrl brasileira lança campanha de financiamento coletivo para criação de documentário

27 de junho de 2017

Cena Riot Grrrl brasileira lança campanha de financiamento coletivo para criação de documentário

Faça Você Mesma é um filme dedicado a contar a história da cena Riot Grrrl brasileira. Quem nos acompanha deve imaginar a felicidade que tivemos ao descobrir a produção desse registro histórico de um movimento importante para o punk underground do mundo inteiro.

O filme foi idealizado pela documentarista Leticia Marques e possui uma equipe só de mulheres, formada por Patricia Saltara, Bruna Provazi e Brunella Martina. Há depoimentos de diversas integrantes de bandas como Lava, The Biggs, Pin Ups, Cosmogonia, Kaos Klitoriano, Dominatrix, Kolica, Same, Hitch Lizard, No Class, Bulimia, Hats, Dog School, Hidra, Wee, Santa Claus, The Dealers, Cínica, Miss Junkie, Go Hopey, Biônica, Las Dirces, Siete Armas, Anti-corpos, TPM, Lamina, Baby Scream, entre outras.

Assistam o vídeo das meninas falando como 
Punk e Feminismo mudaram suas vidas ♥


Em 2016, o Riot Grrrl completou 25 anos, data da qual comemoramos contando um pouco de sua história. Pouco porque acontecimentos que ocorrem fora do mainstream tem registros feitos de forma independente, ou seja, são arquivos raros e nem sempre da melhor qualidade, naquela época não se tinha equipamentos tecnológicos como hoje, onde qualquer pessoa sem experiência ou estudo faz uma boa foto ou um filme. Então, se o registro americano já tinha suas dificuldades, imagina por aqui.

Enquanto no exterior era lembrado os 25 anos, no Brasil, acabava de se completar os 20 anos da nossa cena Riot. E assim como muitas meninas não conheciam o movimento de fora, tampouco sabiam de sua história aqui no país. Fica bem claro a importância do Faça Você Mesma, que vem chegando numa fase onde há um crescimento de registros em livros, documentários e filmes sobre as subculturas daqui, mas que ainda pouco contempla a vivência das mulheres nesses meios.

A iniciativa se encontra no Catarse e necessita atingir a meta inicial de 30 mil reais para que o filme seja concluído. Caso você não possa contribuir financeiramente, para um projeto independente, a divulgação do link já é uma grande ajuda! Nesses quase dez anos de blog, perdemos a conta da quantidade de críticas e auês que alternativos fazem por deturparem suas subculturas, mas na hora de apoiarem trabalhos bacanas feitos por pessoas da cena, desaparecem num passe de mágica! Aí fica difícil.

Vale lembrar que as oficinas gratuitas das Hi Hats para ensinar bateria às garotas continuam a todo vapor no Rio de Janeiro e São Paulo. Acompanhe suas mídias para saberem das datas e locais. E claro, assistam e divulguem o documentário sobre as mulheres na cena heavy metal brasileira.

Fiquem ligados que há mais projetos em andamento vindo por aí! 😉


>> Acesse aqui o Catarse, leia sobre o Projeto e divulgue <<
 
Registros históricos da subcultura Riot Grrrl no Brasil


Acompanhe nossas mídias sociais: 

Pedimos que leiam e fiquem cientes dos direitos autorais abaixo:
Artigo das autoras do Moda de Subculturas.
É permitido usar trechos do texto como referência em seus sites ou trabalhos, para isso precisa obrigatoriamente linkar o artigo do blog como fonte. Compartilhar e linkar é permitido, sendo formas justas de reconhecer nosso trabalho. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo aqui presente sem autorização prévia. É proibido também a cópia da ideia, contexto e formato de artigo. Plágios serão notificados a serem retirados do ar (lei nº 9.610). As fotos pertencem à seus respectivos donos, porém, a seleção e as montagens de imagens foram feitas por nós baseadas no contexto dos textos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar! As respostas serão dadas aqui mesmo, então não esquece de clicar no botão "notifique-me" pra ser informada.

Pin It button on image hover