.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: Moda Alternativa para os Scene Kids

22 de janeiro de 2013

Moda Alternativa para os Scene Kids

Pra quem trabalha com moda, uma das coisas mais fascinantes dos Scene Kids é a capacidade criativa destes jovens de usar a moda como expressão individual e do grupo. Adeptos do faça-você-mesmo e das customizações quando não tem os recursos disponíveis em suas cidades, conseguem transformar roupas baratas em super produções originais. E isso é uma atitude super alternativa! Por conta disso, a maioria deles acaba trabalhando em áreas artísticas devido à suas habilidades.
Lembram do post "Estamos Massificados?". A colaboradora Lauren Scheffel comentou comigo que a Uila (Scene Queen brasileira entrevistada aqui) consegue usar um anel de bigode sem que isso a torne igual aos outros, ou seja, os verdadeiros alternativos sempre irão se destacar com suas roupas e pelo envolvimento com o contexto.

Leia também: Scene Kids.

A moda alternativa dos Scene Kids é muito colorida, divertida, rocker e por vezes até infantil e fofa. As cores tendem aos tons vibrantes e flúor, típicos dos anos 1980, estampas de onças, zebras, listras, Hello Kitty, unicórnios, ursinhos..., shorts curtos, tops de biquini, saias curtas de tule ou com babados, calça skinny colorida e nos pés, all star, coturnos ou saltos. Os scene kids, querendo ou não, ajudaram a disseminar o hábito da nova geração pintar os cabelos de cores fantasias e fazer mechas coloridas. 

No Brasil, não conheço uma marca específica que trabalhe focado neste público, os adeptos tem de garimpar em lojas "normais" ou customizar suas peças de acordo com o gosto pessoal. Em compensação, no exterior, marcas alternativas que surgiram na mesma época que os scene kids investiram neste estilo e com o tempo evoluiram e até variaram  a estética.  
Exemplos de algumas marcas estrangeiras que investem neste segmento de moda alternativa:
 
Audrey Kitching: a maior scene queen do mundo chegou a lançar um estilo chamado "Trashy Life" junto com Zui Suicide (Link). Era uma tiração de sarro do reality show “The Simple Life” de Paris Hilton e Nicole Richie. Elas gravaram vídeos chocando as pessoas nas ruas com seus visuais loucos. Desde então, Audrey tem trabalhado com moda e estilo, e chegou a lançar uma coleção chamada TokyoLux. Atualmente, ela está com o Audrey's Closet e fazendo campanhas publicitárias para algumas lojas.

Audrey e Zui em 2008 com o Trashy Style chocavam as pessoas nas ruas com um visual incomum para a época:


Coleção TokyoLux, linha de roupas lançada por Audrey Kitching junto com a Coco de Coeur: 



Audrey fala de seu estilo a Marimoon, no programa Acesso MTV:




Jessica Louise: Uma das marcas mais populares entre as Scene Queen. Listras,  zebras, fofuras... uma moda divertida e colorida. Audrey Kitching já modelou para a loja. Algumas peças da Jessica podem ser encontradas na loja Hot Topic. Clique na imagem pra acessar um post do blog sobre a marca.


New York Couture: Assim como Jessica Louise, a marca New York Couture de Cassie Kogler também oferece muitas opções de peças às Scene Queens e candidatas ao título. Audrey Kitching também já foi modelo da loja. Clique na imagem pra ver o post do blog sobre a marca.


Sugar Pill e Shrinkle Clothing: Não são marcas scene, ambas tem influência da cultura Fruits, do Japão. Mas são peças e maquiagem super aproveitáveis pras Scene Kids. Amy Doan é proprietária da marca de cosméticos e algumas roupas de sua segunda marca, a Shrinkle, podem ser aproveitadas pra compor looks bem coloridos. Clique na imagem pra acessar  o post:


Betsey Johnson: As peças da Betsey não são específica para os scene, são moda alternativa no geral mas muitas das peças se adequam aos scenesters. Já postei algumas vezes sobre as coleções da marca, vocês podem ver todos os posts na TAG específica. Cique na imagem para acessar a TAG.



Outras marcas:
Livid Thorn: Investe no "cute" e colorido; Glamour Kills: marca que a scene queen Hanna Beth faz algumas criações; Drop Dead: focada no streetwear com toque fofo misturado com algumas tendências atuais; Hot Topic: uma das maiores lojas alternativas americanas, vende peças com toque rocker e fofo; Cupcake Cult: vendida em diversas lojas alternativas ao redor do mundo, investe no lado mais rocker e mórbido, mas com estampas super coloridas.
Blusas: Cupcake Cult e Drop Dead


Se existem marcas brasileiras voltadas à este público, eu não estou sabendo. Por favor, me avisem nos comentários se há alguma ;)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar! As respostas serão dadas aqui mesmo, então não esquece de clicar no botão "notifique-me" pra ser informada.

Pin It button on image hover