.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: Pesquisa sobre Moda Alternativa no Brasil

24 de agosto de 2010

Pesquisa sobre Moda Alternativa no Brasil

O aumento do interesse pela moda underground/alternativa no Brasil é visível.
É fato que até o fim dos anos 90, a moda alternativa por aqui era inexistente. No máximo, tínhamos camisetas de banda e coturnos. De 2005 pra cá cresceu muito o número de marcas que prestam esse serviço. Até então eram poucas marcas espalhadas entre o sudeste e o sul do país. Percebi que recentemente marcas iniciantes, muitas delas existentes apenas em perfis do orkut ou fotologs colocam fotos de marcas estrangeiras e fazem serviço de cópia.

Há muitas marcas brasileiras que são criativas, legalizadas, não fazem cópias como a Black Frost, Dark Fashion, Lady Snake, Profecias, enfim, o preço é igual ou talvez um pouco mais do que o valor das cópias, mas com a diferença de que elas são lojas REAIS e que precisam ter um retorno financeiro pra sobreviver. Se ficarmos só comprando de lojas que na realidade “não existem” estamos enfraquecendo as que existem e isso pode ser perigoso, pois sem grana, fica complicado investir em novas coleções.

Essas lojas virtuais do orkut, maioria faz cópia de roupas estrangeiras. Isso é mal? Não necessáriamente, se copiamos pra adquirir conhecimento de modelagem, e darmos nosso toque, ok! Sem problemas. Mas se copiamos apenas pelo prazer de copiar sem se interessar em crescer, só visando o lucro, isso é negativo.  Seria mais interessante que se fizessem roupas adaptadas ao público brasileiro, ao clima regional, aos nossos hábitos culturais.
Um exemplo?
A moda inspirada em Lolita na Alemanha. Obviamente existem adeptas fiéis à moda G&L na Alemanha, mas aos que apenas apreciam aspectos da estética G&L, os designers alemães tiveram uma grande sacada: adaptaram o estilo lolita aos estilos gótico, rock e mesmo punk ao gosto e clima alemão, criando uma moda alternativa inspirada em Lolita. Isso é ter olhar de mercado, saber o que o público quer e adaptar ao clima e estilo local. 

Já reparam como a moda alternativa alemã, inglesa, canadense, japonesa e americana são criativas? Porque? Porque eles contratam profissionais de moda que pesquisam público e tendências. Descobrindo o que o consumidor quer eles sempre desenvolvem peças que o mundo inteiro copia. E repararam como eles são rápidos pra não perder clientes? Exemplo: tanto na tendência pin-up quanto na tendência Steampunk, em um ano todas as lojas já tinham suas coleções nesses estilos. E aqui? Onde comprar esses estilos?

Como as adaptações poderias serem feitas aqui?
Uma das possibilidades seria a adaptação ao clima: no norte/nordeste que é mais quente usar tecidos naturais e peças mais soltas, fluidas, curtas, calçados leves mas estilosos.
No sul, que tem invernos longos: ousar no couro, vinil, calçados pesados. Mas lembrem que o verão no sul é tão quente quanto no sudeste, então: tecidos naturais e malhas leves pro verão.
No sudeste, estados de misturas: Carioca aceita roupas frescas, justas, curtas; já os paulistanos, mesmo no calor, são recatados.
Também tem que ser feita uma observação frequente do público alvo, que mudanças estéticas e tendências alternativas eles vão adquirindo.

Pesquisa! É isso que os estilistas mais fazem antes de criar uma coleção. Uma boa parte do tempo o estilista está pesquisando, lendo revisas  do mundo e até viajando pra saber mais sobre determinado tema. E depois, isso é repassado aos assistentes, modelistas, costureiras e a idéia sai do papel.

Fico feliz que a moda alternativa nacional esteja se desenvolvendo. Mas triste por ainda ser tratada como algo fundo de quintal e apenas  como uma fase juvenil. É melhor contratar uma pessoa formada com um salário baixo, do que não ter ninguém formado na empresa. Torço pra que isso melhore mais a cada dia.

Estou curiosa pra saber o que vocês acham do mercado a moda underground/alternativa nacional.
Por conta disso bolei uma pesquisa super detalhada sobre a opinião dos consumidores da moda alternativa no Brasil. Buscando saber opiniões sobre as lojas do mercado, gostos pessoais, qual região do Brasil você mora e no fim, você ainda pode acrescentar algo que eu não citei.
É um questionário longo, mas de respostas curtas. Por favor, quando tiverem um tempinho, respondam. 

Responder o questionário só é possível fazendo o download das perguntas neste link. É um arquivo word, mas se preferir, entre em contato e envio as questões pro seu email.

  • 6Blogger Comment
  • Google+ Comment
  • Facebook Comment
  • Disqus Comment

6 Comments

  1. Legal.

    Só um coisa, muitas lojas nacionais, que tem lojas físicas, tem a modelagem péssima. Aquele assunto polêmico de ir na galeria do Rock e não achar nada que preste.

    Fazer sob medida sai mto melhor no fim das contas.

    ResponderExcluir
  2. ah, é verdade Windie, esqueci de comentar esse detalhe.
    Outra coisa é que parece que as lojas querem economizar tecido e fazer tudo pequenininho e justo =/
    A modelagem sob medida é a grande vantagem de fazer sob encomenda.

    ResponderExcluir
  3. No meu caso, acaba ficando tudo enorme.
    Um camiseta básica tamanho P dessas lojas de rock é mto grande.
    Não existe gente com manequim 34/36/38 que fique bem nessas roupas.

    ResponderExcluir
  4. Vixi...por aqui eu só encontro camisa de banda e corset mau feito.
    Encomendar só se for de uma costureira conhecida ...agora comprar online... confesso que tenho receio.
    Amei responder o questionário.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Gostei na iniciativa Sana.
    Vou responder a pesquisa e enviar!
    Realmente tá faltando variedade e inovação na moda alternativa.
    Com certeza, de um tempo pra cá como você disse a moda começou a crescer, e começaram a surgir novas lojas, principalmente as virtuais que facilitam a vida de quem não tem uma loja alternativa na sua própria cidade.
    Muito bom, parabéns.
    E espero que dê certo seu projeto! :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. nesse e no outro post sobre a Galeria você disse absolutamente tudo que tenho pensado sobre o que tem acontecido com a moda das subculturas aqui no Brasil.
    É tão dificil adaptarmos a moda gótica para o dia a dia e o cliam do Braisl. As lojas deveriam pensar nisso e melhorar a qualidade (como vc disse, muita coisa é feita com tecido barato e parece fantasia) e a criatividade tambem (as rouaps sao todas iguais -.-')

    Estou fazendo um trabalho de pesquisa na faculdade (faço moda) exatamente sobre esse tema (moda gótica no brasil), e foi muito legal ver alguem coma mesma visão que eu.

    Parabens pelo blog.

    Bjos

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! As respostas serão dadas aqui mesmo, então não esquece de clicar no botão "notifique-me" pra ser informada.

comments powered by Disqus

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover