.Moda de Subculturas - Moda e Cultura Alternativa.: Psychobilly: a história e o estilo da Subcultura

26 de maio de 2018

Psychobilly: a história e o estilo da Subcultura

Em janeiro deste ano começamos uma nova forma de produção de conteúdo em nosso Instagram. Decidimos aproveitar o formato dos "Stories" para contar histórias de subculturas e moda alternativa. Você pode conferir algumas delas (assim como cupons de desconto) fixadas em nosso perfil.

Quando fizemos esse formato pela primeira vez no começo do ano, vários seguidores sugeriram que contássemos a história do Psychobilly, subcultura que tem despertado muito interesse na cena alternativa nacional. Postamos no Instagram a história de forma bem sucinta pouco mais de um mês atrás e assim como ocorreu nas outras vezes (caso do Roller Derby e dos Skinheads), chegou a hora de postar também no blog, afinal não são todos os seguidores que possuem aquela rede social.

Ah e o 
maravilhoso desenho que encerra a postagem foi feita exclusivamente para o post pelo nosso parceiro Ed Karvalho, o @edart86 (sigam!).



Breve História

Psychobilly é uma subcultura musical surgida no começo da década de 1980. Como várias outras culturas alternativas, surgiu dentro de um contexto histórico/social específico. É comum que resumidamente se diga que o psycho é uma mistura de rockabilly com punk. Mas como surgiu?

Na década de 1970 nos Estado Unidos, houve um interesse em massa pela rebelião do rock´n´roll dos anos 1950, ocorria a idealização do período, uma romantização, algo parecido com o que ocorre hoje na cultura retrô e vintage. Três programas de TV com personagens Rockabillies se destacaram América entre 1974 e 1984. Um reflexo desse interesse se revelaria no filme Grease (Nos tempos da Brilhantina, 1978), cheio de clichés como hot-rod racing (corrida de carros dos anos 1920 a 40 modificados), rock´n´roll e topetes. O filme fez com  que a imagem dos Rockers deixasse de chocar a sociedade, foi como se a imagem "bad boy" tivesse sido amenizada a ponto de se tornar aceita pela maioria das pessoas. Ao mesmo tempo, a sociedade tinha as ruas tomada por uma nova cultura juvenil: os punks!

Nesta atmosfera, o álbum "In Heaven" é lançado em 1981 pela banda The Meteors, sendo considerada a banda que recebeu duas nomenclaturas, tanto como Rockabilly quanto Punk se tornando definitivamente uma banda Psychobilly. O álbum possuía as características que definiriam o gênero, um cruzamento entre rockabilly e o punk inicial com letras que continham elementos de terror e ficção cientifica, temáticas adoradas por seus membros!



O Psychobilly torna a sonoridade do rock´n´roll cinquentista frenética. Foi no Klubfoot em Londres, aberto em 1982, que firmou-se como uma subcultura musical e se espalhou pelo mundo. Deste período podemos destacar algumas bandas como The Meteors, Guanabatz, Sharks, Klingonz, Meantraitors, Stingrays, Skitzo e Batmobile. À medida que a cena se desenvolve mais bandas surgem, como Demented Are Go, Mad Sin, Godless Wicked Creeps, Nekromantix, Los Gatos Locos e Torment. Com o passar da década ocorre a adesão e mistura de outras sonoridades como hardcore, blues, jazz, ska... podemos dar como exemplo Koffin Kats, Tiger Army, Zombie Ghost Train, Catalépticos, Astro Zombies, apenas para citar alguns. 


Demented Are Go! (Foto: Dirk 'The Pixeleye' Behlau)
The Horrorpops e Voodoo Zombie



Festivais Psychobilly
Talvez o mais famoso deles seja o Psychobilly Meeting que ocorre em Pineda de Mar na Espanha desde 1993. Este evento se realiza na praia unindo clima, diversão e horror no litoral. Uma ideia que poderíamos realizar quando estivermos dispostos a quebrar os clichés da brasilidade, subverter a ideia de "praia" da cultura dominante e se apropriar também deste espaço público já que aqui no Brasil a cena é super forte desde os anos 80. Temos o tradicional Psycho Carnival que acontece anualmente em Curitiba e bandas como a lendária Catalépticos e grandes destaques como As Diabatz e Sick Sick Sinners.




Estilo
Assim como muitas outras subculturas, o estilo se desenvolveu na medida em que novos produtos cosméticos e tecnologias têxteis foram surgindo. Atualmente se destaca pela estamparia.
O psychobilly explora a imagem dos anos 1950 e seus ícones: trouxeram a "estética Bettie Page", o burlesco, o tiki, assim como terror, tatuagens e fetichismo. As roupas misturam rockabilly com punk mas em cores fortes, sendo rosa cítrico, verde ácido, roxo vibrante muito comuns entre as garotas, além de animal prints, estampas sarcásticas de terror ou gore, macabras, com caveiras, caixões e pin-ups zumbis, como se o Halloween fosse todos os dias!
Penteados retrôs como victory rolls são bastante usados. É muito comum a presença de mechas coloridas ou mesmo descoloridas nas franjas e laterais dos cabelos. Os acessórios são os mesmos da cultura pin-up em geral: bandanas, flores... mas com aquele toque punk nas estampas e meias calças, além da chamativa maquiagem cat-eye.

Garotas: uma mistura de pin-up e punk!








Fonte @diamonddolll

Os rapazes usam calças jeans desbotadas no modelo anos 1950 com coturnos Dr. Martens ou creepers; jaquetas e coletes de couro ou em jeans adornado com muitos patches e bottons. Camisetas com estampas de horror e ficção científica. O xadrez também se destaca em camisas. Mas o traço mais marcante são os quiffs, topetes flat-top e imensos pompadours. Cortes em estilo militar com as laterais raspadas também marcam presença assim como moicanos.








Ah e não faltam em ambos os sexos tatuagens com temas de terror e ficção científica!

A loja Kreepsville666 foca neste subcultura que tem o estilo com base no horror e a gente tem cupom de desconto lá! Basta digitar "SUBCULTURAS" ao finalizar as compras.





Curiosidade:
Embora a banda The Cramps tenha usado o termo "psychobilly" para promover sua música em 1976, eles não se consideram uma banda psychobily de fato. Poison Ivy já declarou que eles não tocavam de forma super alta, rápida e nem possuíam toda a história visual que caracteriza o estilo. A origem oficial da subcultura em sua totalidade (musical/estética/comportamental) é creditada à banda The Meteors.


E você, curte Psychobilly?
Conta aí pra gente qual sua banda preferida!

Arte de Ed Karvalho exclusivamente para o blog! Sigam: @edart8






Acompanhe nossas mídias sociais: 
Direitos autorais:
Artigo original do blog Moda de Subculturas. 
É permitido usar trechos do texto como referência em seus sites ou trabalhos, para isso precisa obrigatoriamente linkar o artigo do blog como fonte. Compartilhar e linkar é permitido, sendo formas justas de reconhecer  nosso trabalho. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo aqui presente sem autorização prévia. É proibido também a cópia da ideia, contexto e formato de artigo. Plágios serão notificados a serem retirados do ar (lei nº 9.610). As fotos pertencem à seus respectivos donos, porém, a seleção e as montagens de imagens foram feitas por nós baseadas no contexto dos textos. 



  • 4Blogger Comment
  • Google+ Comment
  • Facebook Comment
  • Disqus Comment

4 Comments

  1. Eu adoro a estética psychobilly, se algum dia eu não quiser mais meu guarda roupas 100% all black como é hoje, certeza que me inspirarei nessa subcultura linda pra adicionar cor aos meus outfits :3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho certeza que você ficará igualmente linda nas cores psycho, Nay! <3

      Excluir
  2. Olá, acabei de conhecer este site e gostei muito! Gosto muito de moda, e queria saber se pode me tirar uma dúvida, eu não sei qual meu estilo certo ou sla, tem dias que to mais pra pinup, outros mais rock'n'roll, outros gótica, outros fofinha, sla, como isso pode ser chamado? Tipo gosto de todos, mas os q mais me identifico é no estilo rock e gótico, sempre depende do meu humor, em um dia estou completamente normal e no outro bizarra, isso na visão da sociedade, então o que eu sou?sla ja me buguei, mas acho que deu pra entender.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana!

      A gente entendeu sim. Você surfa na moda, o que significa que não há uma definição no seu estilo pois a cada dia usa um diferente. ;)

      Excluir

Obrigada por comentar! As respostas serão dadas aqui mesmo, então não esquece de clicar no botão "notifique-me" pra ser informada.

comments powered by Disqus
Pin It button on image hover